As 5 maiores armadilhas para o concurseiro iniciante - Portal de notícias CERS

As 5 maiores armadilhas para o concurseiro iniciante

Como começar a estudar para concursos? Confira nossas dicas e vá em busca da aprovação!

Manoela Moreira
Por:
Atualizado em 25/01/2019 - 14:00
concurseiro iniciante

Se uma das suas metas para este ano é estudar para concursos públicos, saiba que o caminho pode até ser longo para o concurseiro iniciante, mas a recompensa vale a pena.

Todavia, antes de iniciar sua jornada nos estudos, fica o alerta: vida de concurseiro não é fácil. Muitas horas de estudo, editais extensos, provas cansativas, momentos de lazer restritos. Tudo isso somado a uma realidade triste: a possibilidade de reprovação. No entanto, nada de desânimo! Lembre-se: às vezes você vence, outras você aprende.

Listamos as 5 maiores armadilhas  que podem atrasar o caminho do concurseiro iniciante até a aprovação. Quer saber quais? Continue lendo essa matéria e veja nossas dicas de como evitá-las.

Armadilha 1: “Segunda-feira eu começo!”

Se você decidiu ser concurseiro deve saber que o primeiro passo sempre será o mais difícil. Por isso, pare de criar desculpas que retardam o início dos seus estudos e comece já a sua preparação.

“Mas eu vou começar a estudar antes mesmo da publicação do edital?” Sim! Para isso, busque os últimos editais do certame que está estudando, veja quais foram os conteúdos mais recorrentes e comece por eles. Atenção: o período entre a publicação e a prova é curto, por isso, não perca tempo.

Armadilha 2: Estudar sem planejamento

Cronograma de estudos é tudo na vida de um concurseiro iniciante. Os impactos de uma preparação bem planejada podem até não ser reconhecidos durante as primeiras semanas de estudo, mas, ao final do processo, quando você perceber que está finalizando o conteúdo com tempo suficiente para fazer uma revisão antes da prova, vai reconhecer a importância do cronograma.

Antes de montar seu cronograma, algumas dicas são fundamentais:

– Disciplina é fundamental;

– Avalie quanto tempo você tem para estudar durante o dia;

– Defina horários certos para estudar;

– Divida as matérias e estude-as de modo intercalado;

– Revise as matérias com frequência; isso é fundamental para mantê-las vivas na memória.

Armadilha 3: Não conhecer o estilo da banca do seu concurso

Cada banca é um universo. Dessa forma, conhecer as particularidades de cada organizadora faz toda a diferença na forma que você irá direcionar os seus estudos. “Mas como faço conhecer as características de cada banca?” Se você faz muitas provas e simulados acaba conhecendo o estilo das principais bancas,o que ajuda muito na hora da prova.

Fique atento! Conhecer a banca a fundo implica em saber quais pontos do edital são mais cobrados e as “cascas de bananas” cada uma delas. Na hora de encarar a prova, ter familiaridade com a forma de cobrança dos conteúdos ajuda a controlar a ansiedade e aumenta a sensação de domínio da situação.

Armadilha 4: “odeio tal disciplina, não consigo entender”

Não existe uma matéria que uma pessoa não possa aprender. Sendo assim, em vez de mentalizar que você não conseguirá estudar tais conteúdos, pense que o estudo destas disciplinas irão deixá-lo mais próximo de conquistar a aprovação. Foque sempre no lado positivo!

Armadilha 5: Não buscar a inteligência emocional na sua preparação

A ansiedade e o medo de fracassar são grandes rivais do concurseiro iniciante. Somado a isso, a falta de apoio da família, alta concorrência, poucas vagas e pouco tempo para estudar podem ser grandes obstáculos na sua jornada de preparação.

A inteligência emocional é o mais forte indicador de desempenho e explica um total de 58% de sucesso em todos os tipos de postos de trabalho. Por isso, com a estratégia certa é possível sim ser aprovado no concurso público dos seus sonhos. Claro que estudar todas as matérias é importante, mas do que adianta tudo isso se emocionalmente não há determinação, confiança e equilíbrio emocional? Buscar técnicas e estratégias para desenvolver seu equilíbrio emocional são essencial durante os estudos.

Leia também: 

São tantos tribunais. Devo me inscrever em todos?

Qual é o seu perfil de concurseiro?

Tags relacionadas:

COMENTÁRIOS