Princípio da Legalidade Tributária - Notícias CERS

Princípio da Legalidade Tributária

Saiba a importância do princípio da legalidade no âmbito tributário.

Por:
Atualizado em 05/12/2019 - 17:09
princípio da legalidade tributária

Princípio da legalidade tributária

Os princípios tributários encontram-se nos artigos 150, 151 e 152 da Constituição Federal, no entanto, salienta-se que os princípios estão espalhados nos incisos dos artigos em questão.  Portanto, é preciso estar atento a localização topográfica dos princípios tributários na Constituição, já que, os mesmo não se repetem no Código Tributário Brasileiro.

Para que o tributo exista, é necessário que exista o consentimento através da Constituição Federal em consonância com as casas federativas. Nessa perspectiva, para o surgimento de um tributo, é preciso que o mesmo seja legal, é através do poder legislativo que poderá ser instituído um novo tributo.

Nessa lógica, entende-se que o desenvolvimento do tributo é engendrado pela sociedade. A Constituição Federal de 1988 deixou claro que “todo poder emana do povo”, ou seja, é através do consentimento do povo, esse consentimento é criado através das eleições, com o voto popular são eleitos os membros das casas federativas.

A competência de criar esse tributo não é do Poder executivo ou judiciário, é do Poder legislativo. A ideia da legalidade é que a população através do voto indique os seus representantes, esses representantes tributaram pelo povo, a ideia é que o representante tribute pelo povo, é como se o povo estivesse se tributando.

 Importância da Constituição de 1988 para o âmbito tributário

A constituição de 1988 não criou tributos, trouxe apenas a possibilidade de criação destes. Mas qual, então, foi a relevância de tal constituição para o âmbito tributário?

 

1° – Discriminou competências tributárias.

 

2° – Classificou os tributos em espécies e subespécies.

 

3° – Traçou a regra matriz dessas espécies e subespécies tributárias.

 

4° – Apontou as limitações ao poder de tributar.

 

5° – E por fim, houve a delimitação da repartição das receitas tributárias.

 

Que tal começar com uma pós-graduação em Direito e Processo Tributário?

Você está em dúvida se vale a pena fazer uma pós em Direito EAD? Com o mercado de trabalho bastante concorrido esta pode ser uma oportunidade de se destacar através de uma especialização. E a Faculdade CERS oferece uma educação de qualidade na pós-graduação EAD que você precisa para atingir seu êxito profissional, venha fazer parte do nosso time de alunos!

O Direito Tributário se ocupa das relações jurídicas entre o Estado e as pessoas de direito privado, concernentes à instituição, imposição, escrituração, fiscalização e arrecadação dos impostos, taxas, contribuições de melhoria, empréstimos compulsórios e contribuições especiais, sendo parte do cotidiano das pessoas. Dessa maneira, torna-se essencial o conhecimento da disciplina, especialmente pelos operadores do Direito, para o bom funcionamento da sociedade.

Quer obter mais informações sobre a Pós-Graduação CERS? Clica no link! 

QUERO UM ATENDIMENTO EXCLUSIVO

Quer se aprofundar ainda mais no assunto? Então assista a aula completa do professor Eduardo Sabbag e fique por dentro!

Tags relacionadas: