Como iniciar sua carreira em Direito Digital: Confira essas 4 dicas. - Notícias CERS

Como iniciar sua carreira em Direito Digital: Confira essas 4 dicas.

Saiba como iniciar sua carreira em um dos caminhos mais promissores da atualidade

Por:
Atualizado em 02/09/2021 - 17:51

Um dos inúmeros brocardos centrais de toda faculdade de Direito diz que: “ubis societas ibi jus”. Se onde há sociedade há Direito, uma sociedade hiper comunicativa com uma amplitude de espaços digitais também necessita de regulação e de Direito. É justamente essa a importância e a presença do Direito Digital, que faz com seja a especialidade do presente e do futuro.

Conectados com o futuro, nós procuramos 4 dicas essenciais para quem deseja iniciar sua carreira no mundo do Direito Digital.

Dica 1: Você precisa gostar da área.

Aqui no blog CERS, nós já evidenciamos que o Direito Digital é uma grande área guarda-chuva.  Apesar dos inúmeros sub-ramos é essencial como Dica 1 dessa área que o advogado digital seja antenado e goste de tecnologia.

Afinal, todos nós estamos imersos no ambiente digital. Passamos horas nas redes sociais e nos comunicamos o tempo todo por elas. Com isso não é difícil presumir que esse contato pode nos influenciar a entender e gostar das entrelinhas que atravessam essas redes.

Mesmo que o rumo do Direito Digital leve seu trabalho para áreas de diferentes ramos normativos, o trabalho com dados e suas programações sempre serão recorrentes.

Dica 2: Mantenha-se sempre informado e decida sua área de especialização.

A necessidade de atualização é recorrente no âmbito jurídico. No entanto, no ramo digital é necessário manter-se informado não apenas das alterações normativas, mas sim dos espaços de regras de aplicativos. 

Os aplicativos mantêm um sistema de atualização recorrente que impacta no direcionamento de dados aos seus usuários. Boa parte dessas medidas são baseadas nas suas plataformas de receitas, que estipulam seu caráter lucrativo.

Só em 2015 os aplicativos circularam cerca de 70 bilhões de dólares. Atualmente se acredita que a receita desses aplicativos já tenha triplicado, alcançando a casa das centenas de bilhões. Grande parte desse montante vêm de propagandas, vendas e mapeamento de dados. Por sua vez, tais mapeamentos estão descritos nos termos de uso que aceitamos e que nunca lemos.

Não obstante, o trabalho com dados e aplicativos não é o único nesse ramo. Como descrevemos acima, o Direito Digital é um grande guarda-chuva diretamente relacionado a diversos outros ramos de atuação. A partir dessa mesma base, estão coligados o Direito do Consumidor, o Direito Penal, O Direito de Propriedade Intelectual entre outros.

Na hora de começar é essencial decidir qual a área que você pretende destacar seu conhecimento e a exposição de seu trabalho. Sabemos o quanto é difícil ser um advogado generalista! É por isso que também destacamos como dica para os iniciantes começar de um único caminho de modo a desenvolver suas habilidades profissionais.

Dica 3: Produza material do seu trabalho.

Numa área com muita perspectiva para o futuro é necessário desbravar e demonstrar aos clientes que eles precisam das suas atividades. Lembre-se o Direito Digital também se relaciona com matérias específicas exteriores ao mundo normativo.

Se no campo tradicional do Direito os manuais são fontes de estudo, no campo digital esses manuais precisam também demonstrar certas demandas de funcionamento das atividades de programação.

Desde a primeira leva de profissionais da área, parte do destaque aos seus trabalhos foram dispostas a partir da produção de livros. Boa parte desses livros, foram os primeiros materiais que Magistrados e Professores tiveram acesso acerca dessa temática. 

Uma boa dica aos inciantes de hoje é o exemplo desses iniciantes do passado.  A disponibilização do material funciona como um canal de informação que pode ser essencial para os clientes entenderem as necessidades de tal contato.

Dentro dessa perspectiva, uma boa noção de conteúdo é demonstrar medidas que aceitamos sem saber ao fazer um simples download de aplicativo.

Dica 4: Compliance e precificação.

A atuação nesse ramo por ser em grande parte preventiva tem na atividade de compliance uma saída de mercado. O caminho da regulação das redes pode empreender um desafio para as empresas e suas capacidades de atualização tecnológica. O advogado das áreas digitais cumpriria esse papel que se demonstra essencial perante a demanda de proteções e resoluções recentes.

Além disso, o caminho de compliance se encaixa perfeitamente no convencimento através do material de produção indicado na Dica 3. Demonstra-se com tal inciativa a necessidade de adotar uma boa rede jurídica de proteção para as empresas.

Outra dica sempre essencial para quem está no início da carreira é a dica de como precificar suas atividades. No ramo do Direito Digital esse assunto se torna mais problemático pelo fato de que não há na tabela de honorários da OAB conteúdo de precificação para esse ramo.

Boa parte da precificação do trabalho no âmbito digital deve ser feita por base da tabela de prestações do Direito Civil. Tendo por meio basicamente a atividade contratual.

Quer mudar os rumos da sua carreira? Conheça o CERS Play Advogado Premium

O CERS Play para Advogado é uma novidade que vai fazer você alcançar o sucesso na vida profissional! Trata-se de sistema de assinatura que inclui cursos de Advocacia 4.0 e diversas ferramentas e benefícios exclusivos, que vão te deixar mais confiante para sua atuação na advocacia.

Ficou interessado? Clique aqui e conheça melhor o plano Advocacia Premium.

Tags relacionadas: