Concurso MP MS: Divulgado o resultado da prova escrita! - Notícias CERS

Concurso MP MS: Divulgado o resultado da prova escrita!

o concurso oferta 10 vagas com remunerações iniciais de R$ 23.500!

Igor Ribeiro
Por:
Atualizado em 24/08/2020 - 09:10
concurso mp ms

Atenção concurseiros! Na última sexta-feira foi divulgado em sessão pública resultado da prova escrita do concurso MP MS para o cargo de Promotor de Justiça, o listão pode ser acessado na página de acompanhamento do órgão.

Quer recorrer da prova escrita do concurso MP MS?

Recurso | Concurso | Promotor de Justiça do Mato Grosso do Sul (MP/MS)O concurso MP MS para Promotor de Justiça é uma excelente oportunidade para aqueles que desejam ingressar na carreira do Ministério Público! Além disso, a retomada do concurso significa que logo mais serão divulgadas as notas da prova discursiva e aberto prazo para a interposição de recursos.
Se antecipe à divulgação dos resultados e adquira o serviço de recursos CERS Ad Verum. Realizado por uma equipe de profissionais especializados, nós já fomos responsável pela aprovação de diversos alunos!
Adquira seu recurso e maximize suas chances de aprovação no concurso!
Clique aqui para saber mais.

VAGAS

De acordo com o aviso publicado, o concurso irá oferecer 10 vagas para o cargo de promotor do Mato Grosso do Sul. Do total de oportunidades, 10% são reservados às pessoas com deficiência e 20% aos candidatos negros.

PROVAS

O concurso para promotor de justiça do Mato Grosso do Sul será composto por sete etapas: prova preambular, provas escritas, avaliação psicológica, investigação social sigilosa, provas orais, prova de títulos, exame de sanidade física e mental.

Prova objetiva

Será composta por 100 questões de múltipla escolha, com duração de 5 horas. As matérias serão distribuídas da seguinte forma:

– Direito Constitucional: 12 questões;

– Direito Penal: 14 questões;

– Direito Processual Penal: 14 questões;

– Direito Civil: 10 questões;

– Direito Processual Civil: 12 questões;

– Tutela de Interesses Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos: 16 questões;

– Direito Administrativo: 8 questões;

– Direito Eleitoral: 3 questões;

– Direitos Humanos: 3 questões;

– Direito Institucional do Ministério Público: 3 questões;

– Língua Portuguesa: 5 questões.

 

Prova escrita

Esta etapa será composta por 6 provas, cada uma com duração de 5 horas. Será permitida consulta à legislação não comentada ou anotada. As provas serão aplicadas de acordo com os seguintes grupos de conhecimento:

GRUPO I: Direito Constitucional e Direitos Humanos;

GRUPO II: Direito Penal e Direito Processual Penal;

GRUPO III: Direito Civil e Direito Processual Civil;

GRUPO IV: Tutela de Interesses Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos;

GRUPO V: Direito Administrativo e Direito Eleitoral;

GRUPO VI: Direito Institucional do Ministério Público e Língua Portuguesa.

 

Prova Oral

A prova de tribuna consistirá na avaliação da sustentação do candidato em plenário, no prazo máximo de 20 minutos, sobre as disciplinas definidas no regulamento. A ordem dos candidatos será estabelecida por sorteio público.

– Direito Penal;

– Direito Processual Penal;

– Direito Civil;

– Direito Processual Civil;

– Tutela de Interesses Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos;

– Direito Constitucional.

Requisitos

Entre os requisitos para o ingresso na carreira, estão formação superior em Direito e, no mínimo, três anos de efetivo exercício de atividade jurídica.

De acordo com o regulamento, considera-se atividade jurídica aquela desempenhada exclusivamente após a obtenção do grau de bacharel em Direito:

– o efetivo exercício de advocacia, inclusive voluntária, com a participação anual mínima em 5 (cinco) atos privativos de advogado (Lei nº 8.906, de 4 julho de 1994), em causas ou questões distintas;

– o exercício de cargo, emprego ou função, inclusive de magistério superior, que exija a utilização preponderante de conhecimentos jurídicos;

– o exercício de função de conciliador em tribunais judiciais, juizados especiais, varas especiais, anexos de juizados especiais ou de varas judiciais, assim como o exercício de mediação ou arbitragem na composição de litígios, pelo período mínimo de 16 (dezesseis) horas mensais e durante 1 (um) ano.

Confira tudo sobre a carreira de Promotor de Justiça!

Tags relacionadas: