Eu quero ser escrivão - Portal de notícias CERS

Eu quero ser escrivão

Por:
Atualizado em 27/03/2018 - 19:12

Você tem interesse no cargo de escrivão da polícia civil?

Confira abaixo uma entrevista com Cláudio Melo, escrivão aposentado da Polícia Civil de Pernambuco. Cláudio atuou durante 30 anos na profissão e nos conta um pouco da sua trajetória.

 

Leia também: PC BA 2018 – publicado edital de concurso com vagas para escrivão

 

CERS: Como é o dia a dia da profissão? Quais são as atribuições do cargo?

Cláudio: O escrivão de Polícia atua no cartório de uma Delegacia de Polícia. No seu dia a dia, esse profissional trabalha na confecção de autos de inquérito policial, a partir do relato de testemunhas, acusados, etc. O que ele vai fazer é garantir que todos os autos que envolvem a solução de um crime sejam transformados em documentos para o inquérito policial. Tudo que está relacionado à confecção de um inquérito policial passa pela mão do Escrivão. Além disso, o Escrivão é responsável pela guarda de todos os objetos, armas e documentos atrelados ao inquérito policial.

CERS: Com quais setores o escrivão lida no seu dia a dia?

Cláudio: O Escrivão lida com todos os setores da Delegacia. Ele trabalha diretamente com o Delegado, mas também trabalha com a parte de investigação, parte administrativa, entre outras áreas.

CERS: Existe possibilidade de crescimento dentro da Polícia?

Cláudio: Atualmente, a Polícia Civil de Pernambuco tem um Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos. Dessa forma, o Escrivão pode, ao longo dos anos, ele pode crescer dentro da sua função, desde o cargo de Escrivão de Polícia de 3ª Classe até o Escrivão de Polícia Especial. Tal ascensão pode ser alcançada com o tempo de trabalho, mas também mediante participação em cursos de capacitação na Academia da Polícia Civil, e também cursos superiores (especialização, pós-graduação, entre outros).

CERS: Quais os pontos positivos do trabalho do escrivão?

Cláudio: Existem vários benefícios para este profissional.

– O Escrivão não tem a obrigação de sair na rua;

– Ele possui uma carteira de polícia que dá acesso aos lugares de investigação;

– É um profissional autorizado a ter porte de arma para sua defesa;

Para quem gosta de um trabalho burocrático, de organização, e pensar que os documentos produzidos pelo profissional será lido como um registro fiel do acontecimento, se dará muito bem como Escrivão.

CERS: Como foi a sua trajetória na Polícia Civil de Pernambuco?

Cláudio: Eu entrei na Polícia em 1986. A primeira Delegacia que eu atuei foi a de Roubos e Furtos de Veículos, na qual trabalhei durante dez anos. Minha função era elucidar, juntamente com todos da Delegacia, os crimes de roubo e furto de veículos e acessórios de veículos.

Dali, eu migrei para várias delegacias: trabalhei nas delegacias de homicídios e de capturas, também na parte de inteligência da Polícia Civil e no Grupo de Operações Especiais e, minha última lotação antes da aposentadoria foi a parte de Assessoria de Informática da Polícia Civil.

 

Você pode se interessar por:

curso-policia-escrivao-perito-agente

CURSO ONLINE PARA CARREIRAS POLICIAIS – ESCRIVÃO, PERITO E AGENTE

Prepare-se para os concursos para as CARREIRAS POLICIAIS, com o novo curso online do CERS, direcionado para os cargos de Escrivão, Perito e Agente, formado por uma equipe especialista na área policial.

Este curso oferece preparação nas principais disciplinas cobradas nos concursos, possibilitando uma preparação direcionada para área desejada. Durante as aulas, os professores irão analisar os principais conteúdos teóricos, com resolução de questões na ultima aula de cada disciplina, trazendo-os para a realidade dos concursos nas áreas POLICIAIS.

Tags relacionadas:

COMENTÁRIOS