Alavanque seus estudos com a técnica Pomodoro - Portal de notícias CERS

Alavanque seus estudos com a técnica Pomodoro

Para sua aprovação é preciso utilizar mecanismos de otimização.

Por:
Atualizado em 02/10/2019 - 15:52
Técnica Pomodoro

Para aprovação nos certames não há fórmula exata ou método cem por cento eficaz para todos os candidatos. Mas há algumas estratégias que podem ser adotadas como facilitadoras nessa jornada. O que é consenso é que a tão almejada aprovação é resultado do somatório de planejamento e persistência.

Pensando em lhe auxiliar no seu processo de planejamento, preparamos uma série de técnicas de estudos, ferramentas importantíssimas e de grande valia para sua aprovação. Confira!

Você conhece a técnica Pomodoro? Para você que é concurseiro ou estuda para o Exame de Ordem, talvez essa técnica já seja conhecida, mas se você ainda não conhece, fique calmo! Vamos apresentá-la a você. 

Em que consiste essa técnica?

Para muitos o tempo é um inimigo, mas com a técnica de Pomodoro, aprenda a torná-lo o seu aliado nos estudos ou em atividades do seu interesse. O objetivo dessa técnica é utilizar melhor o seu tempo nos estudos ou em outras atividades, melhorando a produtividade, ajudando a aliviar a ansiedade e evitando a procrastinação.

 Inicialmente, Pomodoro significa “ tomate” em italiano, essa  técnica de estudo foi desenvolvida em 1992, mas só foi divulgada a partir de 1998 pelo seu criador. O nome Pomodoro foi dado devido ao seu criador, o italiano Francesco Cirillo, ter utilizado um cronômetro em formato de tomate para ministrar o uso do seu tempo. 

A técnica consiste em dividir os estudos em blocos, ou seja, você irá fazer pequenas rodadas de estudos com uma quantidade de tempo delimitado. A ideia é que, com uma quantidade de tempo menor para determinado estudo, o cérebro focará melhor no que está sendo aprendido. 

Como deve ser aplicado?

O Pomodoro tradicional é de 30 minutos, sendo 25 minutos de estudo com foco total na atividade que esteja sendo feita, após esses 25 minutos de aprendizagem , o estudante deverá descansar entre 3 e 5  minutos.

O ideal é que em cada pausa de 3- 5 minutos, sejam realizadas atividades que ajudem na sinapse do cérebro, como uma pequena caminhada ou uma atividade laboral. Durante a pausa rápida, evite realizar outras atividades que comprometam a absorção do conteúdo que foi estudo nos 25 minutos. Evite também pensar na matéria ou atividade que foi realizada no período do pomodoro passado.

 No período de sua realização, o Pomodoro não deve ser interrompido por alguém. A técnica tem foco em realizar um trabalho concentrado, ou seja, sem distrações, caso exista alguma interferência nos 25 minutos, esse Pomodoro deve ser desconsiderado e realizado novamente.

 Se você fizer quatro Pomodoros, é interessante que faça pausas maiores. A cada 4 Pomodoros, o estudante deverá realizar uma pausa de 15-30 minutos para um descanso maior, é válido ressaltar que, é  interessante registrar a quantidade e os assuntos ou atividades que foram produzidas com o Pomodoro, assim, você terá controle do que já foi estudo, o que precisa ser revisado e os assuntos que ainda faltam serem vistos. 

 Quais benefícios esta técnica oferece?

A vantagem dessa técnica é  que ela foca em realizar em curto período de tempo uma atividade intensa, como o objetivo de reduzir interrupções e contratempos. A prática desse método também ajuda na concentração e foco.

Vamos juntos!

Tags relacionadas: