A greve do INSS e a urgência do concurso - Portal de notícias CERS

A greve do INSS e a urgência do concurso

Por:
Atualizado em 03/09/2015 - 12:02

Reajuste salarial de 27,6% e agilidade na divulgação do edital do concurso são as principais reivindicações dos servidores do INSS, em greve desde o último dia 7 de julho.

"Falta muito funcionário para atender adequadamente a população", afirmou Márcio Villano, diretor do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde e Previdência no Estado de São Paulo (Sinsprev/SP). Diante desse cenário, a falta de funcionários no INSS poderá comprometer a eficiência na análise e concessão dos benefícios do Regime Geral da Previdência Social (RGPS) ou, ainda, facilitar cadastros irregulares para a liberação de benefícios.

Segundo os grevistas, o movimento está presente em 26 estados e no Distrito Federal, alcançando um índice de paralisação de 85% da instituição. Já o último balanço sobre a greve publicado pelo INSS aponta que 18,1% de suas unidades estão com as portas fechadas, e mais da metade (860 das 1.605 agências do instituto) atendem parcialmente.

 

À espera do Edital

A assessoria de imprensa do órgão não confirma, mas tudo indica que a organizadora do concurso do INSS seja o Cespe. Com esta definição, cresce a expectativa de divulgação do tão aguardado edital.

De acordo com a portaria divulgada no Diário Oficial, o concurso do INSS deve ser lançado até 29 de dezembro.

Estão sendo esperadas 800 vagas para técnico, de nível médio, e 150 oportunidades para analista, com exigência de nível superior.

O certame do INSS é um dos mais concorridos. Por isso, a preparação exige antecedência nos estudos. O CERS oferece curso completo e atualizado para o cargo de técnico, isolada de Direito de Previdenciário e resolução de questões de provas anteriores. Saiba mais em:

CURSOS ONLINE PARA INSS 2015 (ATUALIZADO)

 

Tags relacionadas:

COMENTÁRIOS