3 atitudes típicas de um concurseiro sem inteligência emocional - Portal de notícias CERS

3 atitudes típicas de um concurseiro sem inteligência emocional

Por:
Atualizado em 28/01/2016 - 15:01

Todo bom concurseiro sabe que uma preparação eficiente centra-se no estudo dos conteúdos teóricos, resolução de questões e leituras complementares. Será que é só isso mesmo? Desenvolver técnicas e estratégias para aprimorar a inteligência emocional, a qual tem influência decisiva na sua preparação. Não sabe como? Então, confira abaixo três  atitudes típicas dos candidatos sem equilíbrio emocional:

Omitir a influência das emoções

Na tentativa de manter a objetividade e eficiência constante nos estudos, muitos concurseiros tendem a negar suas emoções. Uma vez “desconectados” dos seus sentimentos, os candidatos acabam sendo ainda mais influenciados pelas suas emoções; assim, seu comportamento nos estudos (motivação e dedicação) sofrem as consequências incoscientemente.

Não saber o que quer

Os concurseiros que não têm inteligência emocional costumam ser amplamente influenciados pela opinião alheia. Não possuem iniciativa própria, seguindo sempre as decisões da maioria. Isso não só prejudica nas escolhas relativas ao certame que vai participar ou cargo que almeja, mas também na falta de autoconhecimento: quem não se conhece, não desenvolve metas ou objetivos a longo prazo.

São inconstantes

Ter equilíbrio emocional é uma competência que faz diferença na preparação dos concurseiros.  Um candidato que não aprimora essa competência costuma reagir às situações de forma destemperada e, por vezes, perder a calma por motivos pequenos e superficiais.

Saiba como utilizar a inteligência emocional a seu favor

A inteligência emocional é o mais forte indicador de desempenho e explica um total de 58% de sucesso em todos os tipos de postos de trabalho. Com a estratégia certa é possível sim ser aprovado no concurso público dos seus sonhos. Claro que estudar todas as matérias é importante, mas do que adianta tudo isso se emocionalmente não há determinação, confiança e equilíbrio emocional?

Mais do que um grande volume de estudo, como tradicionalmente se recomenda, você precisa de um grande volume de aprendizado. Sob a orientação do Master Coach e presidente da Federação Brasileira de Coaching Integral Sistêmico (Febracis), Paulo Viera, você irá identificar a estratégia certa para ser aprovado no concurso público dos seus sonhos.

No Curso de Inteligência Emocional para Concursos Públicos 30 horas de aulas, além de um bônus online exclusivo, incluindo palestras, cursos, e livros digitais, além de aulas com os maiores especialistas em Inteligência Emocional para concursos. 

Acesse: CURSO DE INTELIGÊNCIA EMOCIONAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS

Tags relacionadas:

COMENTÁRIOS