Publicada a data do concurso para Delegado da PC SP - Portal de notícias CERS

Publicada a data do concurso para Delegado da PC SP

Prova adiada devido à greve dos caminhoneiros será aplicada no dia 29 de julho de 2018

Thaísa Moraes
Por:
Atualizado em 04/06/2018 - 08:30
Fique por dentro do andamento do concurso público para Delegado da PC SP!

Nesta quarta-feira (04), foi publicada no Diário Oficial do Estado de São Paulo a nova data de aplicação da prova preambular do concurso para Delegado da PC SP! A avaliação será realizada no dia 29 de julho de 2018. A abertura dos portões ocorrerá ao meio dia e o fechamento às 13h. O certame oferece 250 vagas com salários que podem chegar a mais de R$ 14 mil. Segundo dados da assessoria de imprensa da Vunesp, organizadora do concurso, a seleção registrou 23.575 candidatos ao cargo.

Confira a publicação na íntegra:

Entenda melhor o caso

Por conta da greve dos caminhoneiros que repercutiu em todo o país devido à falta de combustível provocada, a Fundação Vunesp precisou suspender a prova objetiva do concurso para Delegado da PC SP. A aplicação da avaliação estava prevista para ser realizada no dia 27 de maio.

 

Confira o comunicado publicado no site da Fundação Vunesp na íntegra:

A Academia de Polícia “Dr. Coriolano Nogueira Cobra”, por intermédio da Comissão do Concurso Público de provas e títulos para o provimento de cargos vagos na carreira de Delegado de Polícia – DP 1/2017, informa que, considerando a situação reinante no Estado de São Paulo, decorrente do movimento grevista das associações e sindicatos que representam os trabalhadores do seguimento de transporte de cargas e, com o desiderato de propiciar a todos os candidatos inscritos a participação no concurso em referência, resolve ADIAR a aplicação da prova preambular do concurso em referência, agendada para o próximo dia 27 de maio de 2018, com realização nas seguintes regiões do Estado de São Paulo: Araçatuba; Bauru; Campinas; Presidente Prudente; Ribeirão Preto; Santos; São José do Rio Preto; São José dos Campos; São Paulo (Capital e Grande São Paulo); Piracicaba e Sorocaba. Outras providências a serem adotadas e demais informações referentes à nova data de realização da prova preambular serão divulgadas no momento oportuno.

 

Mais sobre inscrições para PC SP

No dia 26 de abril, foi publicado o comunicado de prorrogação das inscrições do certame. Agora, o cadastro, que antes só funcionaria até o dia 02 de maio, pode ser realizado no site da Fundação VUNESP até o dia 11 de maio. A taxa de participação custa R$ 84,81.

Quem quiser disputar os cargos de Investigador e Escrivão tem até o dia 15 maio para realizar o cadastro, também no site da VUNESP. A taxa de participação custa R$ 84,81 para ambos os cargos.

Já para os cargos de Agente de Telecomunicações e Papiloscopista, o cadastro deve ser efetuado a partir das 10h do dia 3 de maio de 2018 até as 23h59 de 1º de junho de 2018 (horário de Brasília), também no site da Fundação VUNESP. A taxa de participação custa  R$ 56,54 para ambos dos cargos.

Se você quiser baixar o edital e saber todos os detalhes sobre a seleção para Investigador, Escrivão, Agente de Telecomunicações e Papiloscopista, clique aqui!

 

SOBRE A SELEÇÃO PARA O CARGO DE DELEGADO

O certame oferece 250 vagas com salários que podem chegar a mais de R$ 14 mil. A prova objetiva está marcada para o dia 29 de julho de 2018.

BAIXE AQUI O EDITAL!

 

Vagas

O certame oferece 250 vagas para o cargo de Delegado, reservando-se o percentual de 5%, ou seja, 13 (treze) vagas, às pessoas com deficiência, nos termos da Lei Complementar 683/92.

 

Salários

O Delegado de Polícia tem o total de vencimentos a partir de R$ 9.507,77 correspondentes à soma dos valores do salário-base e da Gratificação pelo Regime Especial de Trabalho Policial –(RETP) e do Adicional por Direção da Atividade de Polícia Judiciária (ADPJ). Os delegados da Polícia Civil de São Paulo recebem ainda um adicional de insalubridade de R$ 691,64, totalizando R$ 10.199,41. Além disso, quem acumula unidade recebe gratificação por acúmulo de titularidade de R$ 3.908,33, além de auxílio alimentação de até R$ 240,00, totalizando mais de R$ 14.107,74.

 

Inscrições

As inscrições foram prorrogadas e ficarão abertas, exclusivamente, via internet no site da Fundação VUNESP, no período das 10 horas de 4 de abril de 2018 às 23h59 de 11 de maio de 2018 (horário de Brasília). A taxa de participação custa R$ 84,81 e deve ser paga até a data limite para pagamento (atenção para o horário bancário).

 

Etapas do concurso

1) Prova Preambular

2) Prova Escrita

3) Comprovação de Idoneidade e conduta escorreita mediante investigação social

4) Prova Oral

5) Prova de títulos

Prova Preambular

A data da prova está maracada para o dia 29 de julho de 2018.

Terá a duração de 5 (cinco) horas, não podendo o candidato ausentar-se, definitivamente, da sala de provas antes das primeiras 2 (duas) horas, sob pena de desligamento do concurso.

 

Disciplinas da Prova Preambular

– Direito Pena (14 questões)

– Direito Processual Penal (14 questões)

– Legislação Especial (14 questões)

– Direito Constitucional (14 questões)

– Direitos Humanos (14 questões)

– Direito Administrativo (14 questões)

– Direito Civil, Medicina Legal e Noções de Informática (16 questões)

TOTAL DE QUESTÕES: 100.

 

Prova Escrita

O edital de convocação para a realização da prova escrita trará, além das informações relativas ao dia, horário e local de aplicação das etapas do exame, outras determinações pertinentes.

PONTUAÇÃO: A prova escrita será constituída por 1 (uma) questão dissertativa e 4 (quatro) questões discursivas. Ela será avaliada na escala de 0 (zero) a 100 (cem) pontos, atribuindo-se até 15 (quinze) pontos para cada questão discursiva e até 40 (quarenta) pontos para a dissertação.

 

Prova Oral

Para a aplicação do exame oral serão formuladas questões sobre as seguintes disciplinas:

– Direito Penal,

– Direito Processual Penal,

– Legislação Especial, Direito Constitucional,

– Direitos Humanos,

– Direito Administrativo.

PONTUAÇÃO: Os examinadores de cada disciplina atribuirão ao candidato nota de 0 (zero) a 100 (cem) pontos, considerando-se aprovado aquele que obtiver nota mínima de 50 (cinquenta) pontos em cada uma e, no total, média de 50% ou mais. A nota do exame oral será o resultado da média aritmética das notas atribuídas a cada uma das disciplinas, observado o item anterior.

 

Atribuições do cargo de Delegado

São atividades inerentes ao exercício do cargo de Delegado de Polícia, dentre outras a elas relacionadas ou delas decorrentes:

– Exercer atos inerentes à gestão dessa atividade;

– Presidir os atos de polícia judiciária e a apuração das infrações penais, praticar atos de polícia administrativa e exercer policiamento preventivo especializado

– Presidir a investigação criminal e as ações a ela relacionadas, dentre as quais aquelas previstas no Código de Processo Penal e na legislação extravagante;

– Portar arma e atuar com possibilidade de exposição a situações de risco; – mediar conflitos.

Mais sobre o concurso

Foi publicado no Diário Oficial de São Paulo a autorização da Fundação Vunesp, por dispensa de licitação, como banca organizadora do concurso para a PC SP!

As expectativas apontam o lançamento do edital ainda para o primeiro semestre de 2018. Espera-se que o certame ofereça 2.750 oportunidades de vagas na Polícia Civil de São Paulo.

A Secretaria de Imprensa da Segurança Pública do estado informou que o processo de escolha da banca organizadora do certame já está na fase final.

“A Polícia Civil informa que instaurou procesdimento para contratação de empresa terceirizada para a organização e execução do concurso público. A contratação está em sua fase final, já com liberação de verba do Fundo de Incentivo à Segurança Pública (FISP)”, divulgou em nota a Assessoria de Imprensa da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo.

A Polícia Civil do Estado de São Paulo continua empenhada para lançar o edital do concurso para delegado em breve. De acordo com a Divisão de Administração da Academia de Polícia da Polícia Civil do Estado de São Paulo (PC SP), a próxima etapa é a escolha da banca organizadora. O método da escolha da banca ainda não foi definido, mas o edital já está sendo elaborado pela comissão examinadora.  O concurso foi autorizado pelo governador Geraldo Alckmin em novembro de 2017.

Retificação no edital

A Academia de Polícia publicou retificação do edital do concurso público para Delegado da Polícia Civil de São Paulo. Trata-se de uma mudança na etapa de provas e títulos.

Onde havia a informação de que o candidato precisaria ter, no mínimo, dois anos de atividade jurídica ou exercício de cargo de natureza policial civil “anteriormente a publicação do presente edital”, foi retirada essa última informação, não sendo necessário que o prazo de dois anos tenha sido concluído antes da publicação do edital.

Expectativa de outros cargos

PC SP: cargos para nível médio e superior

Delegado: 250 vagas

Escrivão: 800 vagas

Investigador: 600 vagas

Agente Policial: 400 vagas

Agente de Telecomunicações: 300 vagas

Auxiliar de Papiloscopista: 200 vagas

Papiloscopista: 200 vagas

Para nível médio, as oportunidades são para agente de telecomunicações, agente policial, auxiliar de papiloscopista e papiloscopista. Para os cargos de agente policial e auxiliar de papiloscopista, a remuneração inicial é de R$ 3.428,38. Para papiloscopista e agente de telecomunicações, iniciais de R$ 4.086,56, já com adicional de insalubridade.

Para nível superior, os cargos ofertados são para delegado, escrivão e investigador. A remuneração inicial para os cargos de investigador e escrivão é de R$ 4.194,76, já considerando o complemento, enquanto para delegado é de R$ 10.142,55, também considerando o adicional de insalubridade.

 

Comissão Examinadora

Está cada vez mais perto! Foi homologada comissão examinadora do concurso público para Delegado da Polícia Civil de São Paulo. Confira os nomes dos membros para delegado:

– Luiz Augusto Castilho Storni (presidente)

– Gilson César Pereira da Silveira (vice-presidente)

– Caetano Paulo Filho (membro)

– Edison Giatti Lahoz (membro)

– Eduardo Augusto Paglione (membro)

– Sérgio Paulo Rios de Abreu (suplente)

– Maurício Correali (sumplente)

– Paulo Alberto Mendes Pereira (suplente)

– Luciane Cristina de Souza Tuma (suplente)

Com a homologação, as expectativas apontam o mês de janeiro para a publicação do edital de concursos para o preenchimento de 2.750 vagas da Polícia Civil de São Paulo! Até lá, a PC irá decidir se será possível abrir inscrições para a carreira de delegado e outros cargos simultaneamente.

No dia 22 de novembro, o delegado geral Youssef Abou Chahin anunciou, durante a cerimônia de uma posse de 1.240 policiais, que as comissões organizadoras já estão formadas!

“Nós corremos bastante com isso desde a autorização e as comissões já estão formadas e trabalhando. Acredito que em janeiro a gente já comece a publicar os editais. As comissões que finalizaram os editais primeiro nós iremos publicando”, afirmou.

 

Aproveite para conferir tudo sobre concursos para delegado da polícia civil aqui!!!

 

Concurso autorizado!

O governador Geraldo Alckmin autorizou, nesta quarta-feira (1º), o concurso para a Polícia Civil de São Paulo (PC SP). A publicação no Diário oficial confirma as 2.750 vagas para diversos cargos de nível médio e superior anunciadas em evento no Palácio dos Bandeirantes. Os salários variam entre R$ 3.428,38 e R$ 10.142,55.

 

CURSOS ONLINE

Quer sair na frente e trilhar o caminho da conquista para a sua tão sonhada vaga? Baixe o guia completo de Delegado da Polícia Civil!

Com dedicação e a orientação certa, você pode encontrar o seu nome na lista de aprovados. Confira também os nossos cursos preparatórios para Delegado da Polícia Civil de São Paulo e garanta logo a sua vaga!

 

 

 

 

 

 

Governo de São Paulo

Os concurseiros  que sonham com as carreiras policiais têm mais um motivo para comemorar!

O Governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, solicitou a presença de todos Delegados de Polícia Diretores da Capital e todos os dos DEINTERs para cerimônia realizada nesta quarta-feira (01), às 16h, no Salão dos Despachos do Palácio dos Bandeirantes.

Na ocasião, ele irá pautar as seguintes medidas que beneficiarão a Polícia Civil:

– Nomeação de 1.240 cargos;

– Autorização para a abertura de concurso de 2.750 vagas;

– Assinatura do Decreto para promoção de 63 Delegados de Polícia;

– Autorização para o restauro e recuperação estrutural da garagem “Alfredo Issa”;

– Aquisição de 80 viaturas;

– Autorização para a modernização de 120 Delegacias de Polícia; e

– Contratação de serviços.

 

O Governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, já havia encaminhado projeto de lei para a Assembleia Legistaliva do Estado de São Paulo, que reserva exatos R$ 49,2 milhões como orçamento estadual para “realização de concursos pela Academia de Polícia para as diversas carreiras policiais, bem como de cursos de formação e aperfeiçoamento dos policiais integrantes da Polícia Civil”, para o ano de 2018.

 

Prepare-se para concursos de Delegado de Polícia

DICA 1 – Conforme jurisprudência pacífica dos Tribunais Superiores, é inaplicável o princípio da insignificância ao crime de contrabando, crime este tipificado ao teor do artigo 334 – A do Código Penal Brasileiro

DICA 2 – No Direito Penal Brasileiro, adota-se a Teoria Objetiva Temperada ou Mitigada, para o regramento do crime impossível, também chamado de tentativa inidônea, o que significa que o agente não responde, inclusive pela tentativa, diante da impossibilidade da consumação do crime em razão da ineficácia absoluta do meio ou da absoluta impropriedade do objeto.

DICA 3 – Não ofenderá o princípio da legalidade o juiz que, ao prolatar sentença condenatória, reconhecer de ofício, em favor do réu, atenuantes que não estejam previstas em lei nem foram alegadas pelas partes.

DICA 4 – Caso exista concurso formal ou material de crimes punidos com pena de multa, ao condenado devem ser aplicados distinta e integralmente as multas referentes a cada um dos delitos.

DICA 5 – Os artigos 91 e 92 do Código Penal Brasileiro estabelecem os efeitos da condenação criminal transitada em julgado. Dentre esses efeitos, temos a incapacidade para o exercício do pátrio poder, tutela ou curatela, no caso de crime doloso apenado com reclusão e cometido contra filho, tutelado ou curatelado, desde que motivadamente declarada na sentença, nos termos do artigo 92, inciso II em combinação com seu parágrafo único.

Eis a questão especial para o último concurso para Delegado da Polícia Civil de São Paulo:

Leia também: Tudo sobre a carreira de Delegado

Tags relacionadas:

COMENTÁRIOS