TSE e TRE-SP deverão lançar concurso em 2011 - Portal de notícias CERS

TSE e TRE-SP deverão lançar concurso em 2011

Por:
Atualizado em 18/08/2014 - 01:04

O TSE deverá escolher a organizadora do seu próximo concurso por meio de licitação eletrônica, segundo informação da assessoria de imprensa do órgão – desta forma, empresas de todo país poderão disputar um dos concursos com maior visibilidade no mercado. O concurso será para formação de cadastro reserva para técnico e analista judiciário. Os aprovados serão lotados na sede do órgão, em Brasília (DF).

A comissão continua empenhada em traçar o número de postos a ser oferecido. O segundo passo será determinar os requisitos e o conteúdo programático, contratar a empresa organizadora e definir o valor da taxa.

Segundo a assessoria de imprensa do TSE, para nível médio serão oferecidas oportunidades de técnico administrativo, com salário inicial de R$ 4.052,96. Profissionais com formação em direito poderão inscrever-se para a carreira de analista judiciário para a área judiciária. O salário inicial será de R$ 6.611,39.

O último concurso do TSE foi realizado em 2006, pelo Cespe/UnB. Mais de 189 mil pessoas inscreveram-se para as 801 vagas. Naquele ano também foram oferecidas vagas para os tribunais regionais do Acre, Rio de Janeiro, Rondônia e Roraima, além da sede do TSE. Apenas para o TSE havia 280 postos, disputados por 54.300 candidatos.

TRE/SP – O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo mantém o pique dos preparativos para o próximo concurso de técnico e analista judiciário. Segundo a assessoria de imprensa do órgão, na última semana a comissão iniciou os contatos com as principais empresas organizadoras.

As negociações, porém, são preliminares, porque ainda falta definir as áreas e o número de vagas a serem oferecidos. Os salários iniciais são de R$ 3.993,09 para técnico e de R$ 6.551,52 para analista, mais benefícios. 

O último concurso para o TRE/SP foi realizado em 2006 e ofereceu 63 vagas de técnico judiciário para as especialidades administrativa, de programação de sistemas e enfermagem. Os salários foram de R$ 2.745,53 para as áreas de programação de sistemas e administrativa, e de R$ 4.094,50 para enfermagem.  Houve ainda 255 vagas imediatas e formação de cadastro para analista, com oportunidades nas áreas judiciária, administrativa, medicina do trabalho, entre outras. A remuneração para este grupo foi de R$ 4.094,50. A organizadora foi a Fundação Carlos Chagas.

Tags relacionadas:

COMENTÁRIOS