Seis novas varas e 12 cargos de Juiz do Trabalho no TRT ? CE - Portal de notícias CERS

Seis novas varas e 12 cargos de Juiz do Trabalho no TRT ? CE

Por:
Atualizado em 18/08/2014 - 01:04

Por Ana Laranjeira       
Com informações do Diário Oficial da União

Lei nº 12.411, de 27 de maio de 2011 – Dispõe sobre a criação de cargos de Juiz do Trabalho e de Varas do Trabalho no Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região, define jurisdições e dá outras providências.

A Presidenta da República faz saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Art. 1º São criadas no Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região (www.trt7.jus.br) 6 Varas do Trabalho, assim distribuídas:

I – na cidade de Fortaleza, 4 Varas do Trabalho (15ª, 16ª, 17ª e 18ª);

II – na cidade de Maracanaú, 1 Vara do Trabalho (2ª);

III – na cidade de Canindé, 1 Vara do Trabalho (1ª).

Parágrafo único. Ficam mantidas as áreas de jurisdição das Varas do Trabalho sediadas em Fortaleza e Maracanaú, inclusive em relação aos órgãos criados por esta Lei, ressalvada posterior alteração pelo Tribunal Pleno, como previsto na Lei nº 10.770, de 21 de novembro de 2003.

 

Art. 2º As Varas do Trabalho criadas por esta Lei serão implantadas pelo Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região, na medida das necessidades do serviço e da disponibilidade de recursos orçamentários, em consonância com o disposto no § 1º do art. 169 da Constituição Federal.

Art. 3º Cabe ao Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região, mediante ato próprio, alterar e estabelecer a jurisdição das Varas do Trabalho, bem como transferir a sede de um Município para outro, de acordo com a necessidade de agilização da prestação jurisdicional trabalhista.

Art. 4º Ficam criados 12 cargos de Juiz do Trabalho no Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região.

Art. 5º As despesas decorrentes da execução desta Lei correrão por conta das dotações orçamentárias consignadas ao Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região.

Art. 6º A criação dos cargos prevista nesta Lei fica condicionada à sua expressa autorização em anexo próprio da lei orçamentária anual com a respectiva dotação suficiente para seu primeiro provimento, nos termos do § 1º do art. 169 da Constituição Federal.

Parágrafo único. Se a autorização e os respectivos recursos orçamentários forem suficientes somente para provimento parcial dos cargos, o saldo da autorização e das respectivas dotações para seu provimento deverá constar de anexo da lei orçamentária correspondente ao exercício em que forem considerados criados e providos.

Art. 7º Esta Lei entra em vigor na data da sua publicação.

Tags relacionadas:

COMENTÁRIOS