Qual a melhor estratégia para resolver provas objetivas de concurso? - Portal de notícias CERS

Qual a melhor estratégia para resolver provas objetivas de concurso?

Por:
Atualizado em 18/08/2014 - 01:04

Descubra como tornar mais eficiente seu método de solução do exame

Respondido pelo Juiz do Trabalho e especialista em concursos, Rogerio Neiva, para a Revista Exame

As provas objetivas são elaboradas com dois tipos de questões: as “conteúdistas” e as “operatórias”. As “conteúdistas” possuem questões mais pontuais que exigem apenas o domínio de alguns conceitos. Já as operatórias demandam um processo cognitivo um pouco mais elaborado: a partir dos conceitos que o candidato domina, ele deve oferecer uma solução para o problema apresentado.

Geralmente, na hora da prova, o candidato deve priorizar as perguntas cuja resposta ele já sabe. No entanto, para tornar mais eficiente a resolução do exame, ele deve começar por aquelas que exigem apenas o domínio dos conceitos, ou seja, as questões conteúdistas. Feito isso, é hora partir para aquelas mais complicadas, mas cuja o conceito solicitado você já compreenda, as operatórias.

É possível que o candidato encontre algumas pistas dos conceitos pedidos por aquelas questões cuja resposta ele não saiba, ao longo do processo de resolução da prova. Quando chegar neste ponto, siga o método inverso: primeiro as operatórias, depois as conteúdistas.

Agora, se você realmente não tiver ideia de qual a resposta de uma pergunta, tente seguir a lógica que baseia a disciplina em questão. Por exemplo, nas questões de Direito Administrativo, a interpretação lógica sempre vai ao encontro da defesa do interesse público. Portanto, você pode se balizar por essa ideia ao solucionar as questões desse tipo.

Tags relacionadas:

COMENTÁRIOS