Nova data de prova para o TRT-10! - Portal de notícias CERS

Nova data de prova para o TRT-10!

Por:
Atualizado em 18/08/2014 - 01:04

Por Ana Laranjeira

Após cancelamento da prova do TRT-10, devido a problemas na estrutura do prédio no qual ocorriam as provas, novas datas foram divulgadas. A seleção para o preenchimento de 28 vagas e de cadastro de reserva foi remarcada para 3 de fevereiro de 2013.

A decisão foi tomada durante reunião da presidenta do TRT-10ª Região, desembargadora Elaine Vasconcelos, com representantes do Centro de Seleção e de Promoção de Eventos (Cespe) da Universidade de Brasília (UnB) e da comissão do concurso. As informações são confirmadas pelo TRT-10ª Região.

Pensando nisso, o CERS relança os cursos preparatórios para o órgão e prorroga os acessos até o dia anterior à prova (2 de fevereiro de 2013). Assim, os candidatos podem continuar a preparação e aproveitar os três meses extras de estudos. Além disso, quem adquirir o curso agora, pode aproveitar os valores promocionais até o dia 30 de novembro.

CLIQUE AQUI E CONFIRA NOSSOS CURSOS!

 

O novo calendário vai valer para todos os 54,9 mil inscritos que disputam 28 vagas e a formação de cadastro de reserva para os cargos de técnico judiciário e analista judiciário do TRT, que abrange o Distrito Federal e Tocantins. Para o TRT, a nova data atende às exigências de segurança, eficácia e qualidade.

Sobre o adiamento  
Em Brasília, os candidatos que faziam o exame na Universidade Paulista (Unip) ouviram um forte barulho que foi confundido, inicialmente, com tiros. No momento do barulho, foi levantada a possibilidade de o prédio estar caindo e as pessoas começaram a correr.

Pelo menos três pessoas ficaram feridas no tumulto, segundo o Corpo de Bombeiros, e um candidato se jogou da janela do segundo andar, mas foi levado consciente para um hospital da cidade. O prédio foi evacuado e fechado. A Defesa Civil concluiu que as estruturas do prédio não foram abaladas e que o barulho foi gerado pelo deslocamento do piso de cerâmica de duas salas.

Em nota publicada ontem (12), a diretoria da Unip lamentou o fato e garantiu que vai cumprir a recomendação da Defesa Civil de elaborar um laudo circunstanciado, por intermédio de perícia de engenheiros, para apurar as causas do deslocamento do revestimento do piso. Com a confirmação de que a estrutura do prédio não sofreu danos, a universidade retomou ontem as aulas.

 

Tags relacionadas:

COMENTÁRIOS