Negociar é preciso! - Portal de notícias CERS

Negociar é preciso!

Por:
Atualizado em 27/03/2017 - 14:14

miziara-negociaçãoCom esse texto quero incentivar você a negociar e mostrar que é algo que você precisa fazer com qualidade.

Você já parou pra pensar que nossa vida é uma constante negociação? Seja com o chefe, com o companheiro ou a companheira, com os filhos (crianças são excelentes negociadores!) e com os colegas de trabalho? Eu posso apostar que você já foi além desses exemplos e, alguma vez na vida, já negociou com o seu despertador! Isso prova que negociamos desde o momento que acordamos até a hora de dormir (ou você nunca pensou assim: ah, vou acordar um pouco mais cedo amanhã e mando esse e-mail bem cedinho…).

 

 

Negociar é muito mais que algo importante, é necessário para você atingir suas metas e os resultados que deseja. Importante entender o seguinte: gostando ou não, querendo ou não, você vai precisar negociar. E já que terá que negociar, que faça sabendo as melhores práticas, técnicas e táticas.

A negociação é vista, muitas vezes, como uma disputa, onde uma pessoa ganha e a outra tem que perder. É necessário mudar essa visão para não entendê-la como uma disputa, e sim como uma forma de achar a solução que atenda a todas as partes envolvidas.

Existe um caso clássico, da Escola de Direito de Harvad, que conta sobre duas irmãs que estavam passeando em um bosque e encontraram uma laranja. Uma das irmãs apontou a laranja e a outra colheu. Nesse momento começou uma disputa pela laranja, onde uma irmã dizia que tinha achado e a outra que dizia ter pego. Discutiram bastante até que chegaram a uma decisão justa: dividir a laranja ao meio. O mais interessante dessa história pe que uma das irmãs quando chegou em casa foi fazer um suco de laranja e, para isso, espremeu a laranja e jogou a casca fora. A outra irmã queria fazer um bolo de laranja e, para isso, só precisava da casca, cortando-a e jogando a polpa no lixo. O que parecia ser uma decisão “justa” foi um grande desperdício naquela situação. Ambas as irmãs poderiam ter ficado com 100% da laranja ao invés de 50%. Às vezes vamos para uma negociação já querendo a disputa e imaginando o que o outro deseja. Ouvir os interesses e as necessidades fazem toda a diferença no resultado!

A negociação é compreendida nos cursos específicos e aprendida na prática. Não há como você aprender a negociar só ouvindo ou lendo, assim como não é possível aprender a jogar futebol assistindo aos jogos pela TV. O problema é que não adianta ir para a prática não conhecendo os melhores caminhos e os atalhos para o sucesso na negociação. É importante apontar o lápis para escrever com mais qualidade, assim como é fundamental conhecer as melhores práticas negociais para conseguir sucesso.

Invista tempo e conheça, além das táticas, o seu estilo de negociador. Agindo de acordo com o seu estilo, conhecendo suas deficiências e destacando suas preferências, você estará apto a negociar melhor. Pratique muito e ficará mais seguro a cada negociação. Mesmo quando falhar você terá grande aprendizado, por isso não espere o momento perfeito, pois a negociação e dinâmica e você não conseguirá prever todos os passos do outro negociador. Quanto mais preparado maiores as suas chances de êxito.

E sempre que pensar em não negociar ou achar que não precisa desenvolver essa habilidade, lembre-se: negociar é preciso!

Conte comigo e sucesso sempre!

guilherme-miziara-oratória

 

 

 

 

 

 

Quer receber dicas e conteúdos gratuitos sobre comunicação? CLIQUE AQUI

Tags relacionadas:

COMENTÁRIOS