MPSP escolhe organizador e define prazo para edital - Portal de notícias CERS

MPSP escolhe organizador e define prazo para edital

Por:
Atualizado em 18/08/2014 - 01:04

O processo seletivo que abrirá 58 chances de nível superior no Ministério Público de São Paulo (MP/SP) será organizado pelo Instituto Cidades – Centro Integrado de Desenvolvimento Administrativo, Estatística e Social. O despacho que autoriza a contratação do organizador por meio de dispensa de licitação foi divulgado no Diário Oficial do Estado do último dia 9. E para quem já aguarda o lançamento do edital, a novidade é que, segundo o diretor do Instituto Cidades, Leonardo Chaves, o documento deverá ser publicado ainda em fevereiro.

A seleção, que está autorizada desde o fim do ano passado, contará com 33 ofertas de analista de promotoria I e 25 de analista de promotoria II.

Para concorrer às vagas será preciso ter concluído o nível superior com habilitação legal específica na área desejada. Os selecionados atuarão na capital paulista e na Grande São Paulo.

De acordo com a assessoria de comunicação do órgão, o posto de analista de promotoria I contempla as seguintes especialidades: administrador, administrador de dados, analista de sistemas, assistente jurídico, auditor, bibliotecário, contador, diagramador, economista, gestão de conteúdo, informações estratégicas, infraestrutura de tecnologia da informação, programação visual/webdesign, rede de telecomunicações, segurança da informação e suporte técnico.

No caso da carreira de analista de promotoria II, as oportunidades dividem-se entre agente de promotoria, administração de banco de dados, administrador de dados, analista de processos, analista de sistemas, gestão de conteúdo, informações estratégicas, infraestrutura de tecnologia da informação, rede de telecomunicações, segurança da informação, suporte técnico e finanças, planejamento e orçamento público.

Salários  – Os profissionais que ocuparem o cargo de analista de promotoria I receberão R$ 3.747,10, enquanto o vencimento para analista de promotoria II será de R$ 5.885,54. Os contratados terão direito a auxílio-condução de R$ 8,14 e auxílio-alimentação de R$ 15 por dia trabalhado.

Lei nº 1.118/2010 – Sancionada em junho de 2010 pelo então governador do Estado de São Paulo, Alberto Goldman, a lei complementar constituiu o plano de cargos e carreiras dos servidores do Ministério Público. Foi estabelecida a criação de 255 funções efetivas em diversas áreas, sendo 55 de analista de promotoria I nos setores de saúde e assistência social, 30 de analista de promotoria I e 50 de analista de promotoria II.

Tags relacionadas:

COMENTÁRIOS