Concurso da PF: provas remarcadas para setembro! - Portal de notícias CERS

Concurso da PF: provas remarcadas para setembro!

Além da remarcação das avaliações, edital de retificação informa reabertura de inscrições para casos específicos

Thaísa Moraes
Por:
Atualizado em 06/08/2018 - 17:56
Prepare-se estudando com professores renomados!

Atenção, concurseiro! Você vai fazer o Concurso da PF? O cebraspe acaba de publicar, nesta segunda-feira, dia 06 de agosto, nova data para a realização das provas. As avaliações serão aplicadas no dia 16 de setembro de 2018 e não mais no dia 19 de agosto. No mesmo edital de retificação, a banca informou que haverá reabertura de inscrições para candidatos que concorrerem com pessoas com deficiência ou negras em cargos específicos.

Confira os trechos na íntegra:

“A(s) prova(s) objetiva(s) e a prova discursiva, exceto para o cargo de Delegado de Polícia Federal, terão
a duração de 5 horas e serão aplicadas na data provável de 16 de setembro de 2018, no turno da tarde.
8.3 Para o cargo de Delegado de Polícia Federal, a prova objetiva terá a duração de 4 horas e será aplicada
na data provável de 16 de setembro de 2018, no turno da manhã. A prova discursiva terá a duração de 4
horas e será aplicada na mesma data, no turno da tarde.
8.4 Na data provável de 6 de setembro de 2018, será publicado no Diário Oficial da União e divulgado na
internet, no endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/pf_18, edital que informará a
disponibilização da consulta aos locais e aos horários de realização das provas”.

.

“Será admitida a inscrição para os cargos 5, 6 e 10, exclusivamente para candidatos que optarem por
concorrer como pessoas com deficiência e para candidatos que optarem por concorrer como candidatos
negros, e para os cargos 7, 9 e 11, exclusivamente para candidatos que optarem por concorrer como
pessoas com deficiência, via internet, no endereço eletrônico
http://www.cespe.unb.br/concursos/pf_18, no período compreendido entre 10 horas do dia 7 de agosto
de 2018 e 18 horas do dia 13 de agosto de 2018 (horário oficial de Brasília/”.

Acesse aqui o edital de retificação e reabertura de inscrições.

 

O certame oferece 500 oportunidades e os salários podem chegar a mais de R$ 29 mil.

Confira aqui o edital que prorrogou o prazo das inscrições para o dia 07.

 

Tudo sobre o concurso

Os editais para Delegado, Agente, Escrivão, Papiloscopista e Perito da Polícia Federal foram publicados! As provas objetivas para todos os cargos acontecem no dia 16 de setembro. Salários chegam a R$ 22.672,48! Aguarde novidades, estamos preparando um curso específico e direcionado para essa prova, com base no edital!

BAIXE AQUI O EDITAL DE ABERTURA!

Vagas:

– Agente: 180 vagas

– Delegado: 150 vagas

– Perito: 60 vagas

– Escrivão: 80 vagas

– Papiloscopista: 30 vagas

 

Salários:

– Agente: Subsídio Inicial: R$11.983,26 | Subsídio Final: R$17.848,60

– Delegado: Subsídio Inicial: R$22.672,48 | Subsídio Final: R$29.604,70

– Perito: Subsídio Inicial: R$22.672,48 | Subsídio Final: R$29.604,70

– Escrivão: Subsídio Inicial: R$11.983,26 | Subsídio Final: R$17.848,60

– Papiloscopista: Subsídio Inicial: R$11.983,26 | Subsídio Final: R$17.848,60

 

Inscrições:

As inscrições ficam abertas entre as 10 horas do dia 19 de junho e 18 horas do dia 7 de julho de 2018 (horário oficial de Brasília/DF), no site do Cebraspe. Confira as taxas de participação:
a) Cargo 1: Delegado de Polícia Federal: R$ 250,00;
b) Cargos 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10 e 11: Perito Criminal Federal: R$ 250,00;
c) Cargo 12: Agente de Polícia Federal: R$ 180,00;
d) Cargo 13: Escrivão de Polícia Federal: R$ 180,00;
e) Cargo 14: Papiloscopista Policial Federal: R$ 180,00.

 

Provas:

As provas objetivas estão marcadas para o dia 16 de setembro de 2018.

 

Mais sobre o concurso antes da publicação do edital

Aumentam as expectativas! Segundo publicação da Folha Dirigida, realizada na última segunda-feira (11), o edital do concurso público da Polícia Federal deve sair até esta sexta-feira (15). “De acordo com o setor de concursos da Polícia Federal, os esforços são para conseguir publicar o documento com as regras da seleção ainda na primeira quinzena”, reforça o texto da publicação.

Nesta sexta-feira (08), foi publicada no Diário Oficial da União a dispensa de licitação para a escolha da banca organizadora concurso da PF!  O Cebraspe será responsável pela organização do certame. A corporação já havia definido a distribuição das 500 vagas ofertadas para o quadro de servidores do órgão. Além disso, as expectativas apontam o mês de junho para a publicação do edital. Fique ligado aqui no CERS para acompanhar o andamento e todos os detalhes do concurso!

Confira a publicação na íntegra:

A portaria com a autorização do concurso da PF á foi publicada! Segundo o documento, o edital deve sair em seis meses, ou seja, em outubro. Espera-se que o Ministério do Planejamento autorize a definição da corporação em breve.

Esperava-se que a liberação da portaria de autorização para 500 vagas saísse no dia 09 de março, mas precisou passar por alguns ajustes antes de ser publicado no Diário Oficial da União. O comunicado de que sairia até o dia 09 foi realizado durante reunião da Federação Nacional dos Policiais Federais pelo secretário de gestão de pessoas, Augusto Akira.

No dia 28 de fevereiro de 2018, o Ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, anunciou que o Governo Federal pretende realizar o concurso público para o preenchimento de vagas do quadro de servidores da Polícia Federal ainda em 2018.

De acordo com o ministro, o certame ofertará 500 vagas. “Entramos em contato com o Ministério do Planejamento e ficou definido que teremos zero contingenciamento dos recursos do Ministério de Segurança Pública neste ano”, explicou em coletiva de imprensa.

Objetivo é duplicar o contingente de policiais em postos de fronteira.

O ministro não confirmou os cargos, mas a expectativa que vem sendo levantada anteriormente é de que haja vagas para agente, perito e delegado.

 

Curso online

Você já pode começar a se preparar para o concurso da PF estudando com os melhores professores. Confira o nosso curso preparatório:

       

 

Curso presencial em SP

 

 

Leia também:

Governo Federal anuncia autorização de concurso para PRF!

Principais dúvidas sobre a carreira de delegado!

 

Mais sobre o concurso

O Diário Oficial da União divulgou uma notícia que animou os concursos que se preparam para certames do âmbito federal. Trata-se uma alteração na LDO de 2016, que suspendia os concursos federais para este ano. A Lei 13.242/2015 (LDO 2016), deixava claro que só poderiam ser realizados em 2016 os concursos para os quais o edital já estava em andamento. A Lei 13.291/2016, recém publicada, garante a realização de alguns concursos de nível federal, entre eles AFT, AFRFB, PRF, Delegado da Polícia Federal, Agente da Polícia Federal, Escrivão da Polícia Federal e Perito Médico do INSS.

Isso é sinal de que em breve teremos novo concurso para PF! Por isso, os professores do Portal Carreira Jurídica recomendam que os concurseiros comecem agora mesmo a preparação. Sabendo disso, o CERS criou o curso específico para Delegado Federal. APROVEITEM, está com 40% de desconto até 06 de junho.

 

Confira a publicação na íntegra:

§ 14. Não se aplica o prazo previsto no § 2o para as proposições referentes aos seguintes cargos e carreiras:

I – Cargos de Perito Médico Previdenciário e Supervisor Médico-Pericial do Instituto Nacional do Seguro Social – INSS, de que trata a Lei no 11.907, de 2 de fevereiro de 2009;

II – Cargos de Analista de Infraestrutura, da Carreira de Analista de Infraestrutura, e cargo isolado de Especialista em Infraestrutura Sênior, de que trata o art. 1o da Lei no 11.539, de 8 de novembro de 2007;

III – Cargos de Analista Técnico de Políticas Sociais, de que trata a Lei no 12.094, de 19 de novembro de 2009;

IV – Cargos das Carreiras e do Plano Especial de Cargos do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – DNIT, de que trata a Lei no 11.171, de 2 de setembro de 2005;

V – Cargos da Carreira de Perito Federal Agrário, de que trata o art. 1o da Lei no 10.550, de 13 de novembro de 2002;

VI – Cargos de Delegado de Polícia Federal, Perito Criminal Federal, Escrivão de Polícia Federal, Agente de Polícia Federal e Papiloscopista Policial Federal, de que trata o art. 1o do Decreto-Lei no2.251, de 26 de fevereiro de 1985;

VII – Cargos da Carreira de Policial Rodoviário Federal, de que trata a Lei no 9.654, de 2 de junho de 1998;

VIII – Cargos de Auditor-Fiscal da Receita Federal do Brasil e Analista-Tributário da Receita Federal do Brasil, da Carreira de Auditoria da Receita Federal do Brasil, de que trata o art. 5o da Lei no 10.593, de 6 de dezembro de 2002;

IX – Cargos da Carreira de Diplomata, da Carreira de Oficial de Chancelaria e da Carreira de Assistente de Chancelaria, de que trata a Lei no 11.440, de 29 de dezembro de 2006;

X – Cargos de:

a) Médico, Médico de Saúde Pública, Médico do Trabalho, Médico Marítimo e Médico Veterinário do Plano Geral de Cargos do Poder Executivo – PGPE, de que trata a Lei no 11.357, 19 de outubro de 2006;

b) Médico do Quadro de Pessoal da Advocacia-Geral da União, de que trata a Lei no 10.480, de 2 de julho de 2005;

c) Médico do Quadro de Pessoal da Fundação Nacional do Índio – FUNAI, de que trata a Lei no 11.907, de 2009;

d) Médico, Médico de Saúde Pública, Médico Cirurgião, Médico do Trabalho e Médico Veterinário da Carreira da Previdência, da Saúde e do Trabalho, de que trata a Lei no 11.355, de 2006;

e) Médico do Plano Especial de Cargos do Ministério da Fazenda – PECFAZ, de que trata a Lei no11.907, de 2010;

f) Médico-Profissional Técnico Superior da Cultura, de que trata a Lei no 11.233, de 22 de dezembro de 2005;

g) Médico do Plano Especial de Cargos do Departamento de Polícia Rodoviária Federal, de que trata aLei no 11.095, de 13 de janeiro de 2005;

h) Médico do Plano Especial de Cargos do Departamento de Polícia Federal, de que trata a Lei no10.682, de 28 de maio de 2003;

i) Médico do Plano de Carreira dos Cargos de Reforma e Desenvolvimento Agrário, de que trata a Lei no 11.090, de 7 de janeiro de 2005;

j) Médico da Carreira da Seguridade Social e do Trabalho dos Quadros de Pessoal do Ministério da Saúde, do Ministério da Previdência Social, do Ministério do Trabalho e Emprego e da Fundação Nacional da Saúde – FUNASA, de que trata a Lei no 10.483, de 3 de julho de 2002;

k) Médico do Quadro de Pessoal do INSS, de que trata a Lei no 10.355, de 26 de dezembro de 2001;

l) Médico, de que trata a Lei no 5.645, de 10 de dezembro de 1970; e

m) Médico do Quadro de Pessoal da Imprensa Nacional, de que trata a Lei no 11.090, de 2005; e

XI – Cargos de Auditor-Fiscal do Trabalho, da Carreira de Auditoria-Fiscal do Trabalho, de que trata aLei no 10.593, de 6 de dezembro de 2002.” (NR)

 

 

 

 

 

 

COMENTÁRIOS