Inscrições para procurador do Trabalho seguem até 19 de junho - Portal de notícias CERS

Inscrições para procurador do Trabalho seguem até 19 de junho

Por:
Atualizado em 18/08/2014 - 01:04

Postado por Ana Laranjeira      
Com informações da Folha Dirigida

O Ministério Público do Trabalho inscreve até 19 de junho interessados em concorrer a uma das 23 vagas de procurador do Trabalho. Segundo o edital, o salário bruto da carreira é de R$24.057,33, e para concorrer é preciso ter formação em Direito e, no mínimo, três anos de atividade jurídica comprovada. As vagas serão distribuídas da seguinte forma: Rio de Janeiro (duas), São Paulo (quatro), Pelotas/RS (duas), Recife/PE (três), Campinas/SP (três) e ainda para as cidades de Belo Horizonte/MG, Montes Claros/MG, Porto Alegre/RS, Santo Ângelo/RS, Salvador/BA, Brasília/DF, Cuiabá/MT, Cáceres/MT e Corumbá/MS (com uma vaga cada).

CLIQUE AQUI E PREPARE-SE COM O CERS!

No regulamento do concurso estão definidas as etapas da seleção: inscrição preliminar, seguida de provas objetiva, subjetiva, prática e, somente então, o cadastro definitivo para as avaliações oral e de títulos. As inscrições serão recebidas pelo sistema de inscrição online da Secretaria de Concurso, com taxa de R$200. A relação de inscrições preliminares acolhidas será publicada no dia 25 de junho. A prova objetiva está marcada para 11 de agosto, com avaliação subjetiva e prática nos dias 6 e 13 de outubro e prova oral de 10 a 14 de março de 2014.

O conteúdo programático do concurso está dividido em três grupos de disciplinas: Direito Constitucional e Direitos Humanos, Direito Individual e Coletivo do Trabalho, Direito Processual do Trabalho, Direito Civil e Direito de Empresa e Regime Jurídico do Ministério Público (I); Direito Processual Civil e Direito Administrativo (II); e Direito Previdenciário da Seguridade Social, Direito Penal, Direito Internacional e Direito Comunitário (III).  O exame objetivo terá duração de quatro horas, englobando as matérias dos três grupos, com 100 questões de múltipla escolha.

 

Já as provas subjetiva e prática serão realizadas em dois domingos consecutivos, e os candidatos terão no mínimo quatro e no máximo cinco horas para realizá-las. A subjetiva constará de questões, dissertação e resolução de problema sobre as matérias dos grupos I e II, enquanto a prática consistirá na elaboração de uma ou mais peças jurídicas, versando sobre qualquer matéria do programa. Em entrevista, o procurador-geral do Trabalho, Luiz Antonio Camargo, informou que, apesar do número inicial de 23 vagas, é provável que sejam convocados mais aprovados durante o tempo de validade da seleção, inicial de dois anos, contados a partir da homologação, e prorrogável uma vez, por igual período.

Tags relacionadas:

COMENTÁRIOS