Grupo móvel resgata 421 trabalhadores em situação degradante em Goiás - Portal de notícias CERS

Grupo móvel resgata 421 trabalhadores em situação degradante em Goiás

Por:
Atualizado em 18/08/2014 - 01:04

O grupo especial de fiscalização móvel da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego em Goiás resgatou 421 trabalhadores encontrados em situação degradante, no Município de Quirinópolis, região sul do Estado, a 234 quilômetros de Goiânia. 

A maioria era proveniente dos Estados do Maranhão e de Minas Gerais, mas havia também trabalhadores do Ceará, Sergipe e Alagoas. Eles atuavam no plantio e no corte da cana-de-açúcar, em lavouras da empresa Agro-Pecuária Campo Alto.

Segundo o auditor fiscal do trabalho Welton José Luiz de Oliveira, coordenador da operação, embora os trabalhadores tivessem carteira de trabalho assinada, foram recrutados por "gatos" e transportados irregularmente – antes do registro em carteira e sem a certidão deliberatória do Ministério do Trabalho e Emprego – além de estarem alojados em condições precárias.

"Os alojamentos destinados aos trabalhadores ficam na cidade de Gouvelândia, vizinha a Quirinópolis, e abrigavam número excessivo de pessoas em espaços muito pequenos", contou o auditor. Welton José informou ainda que muitos trabalhadores dormiam em bares, que foram adaptados como alojamentos. "Os alojamentos adaptados não tinham janelas e os trabalhadores ficavam totalmente fechados e sem ventilação à noite", revelou Oliveira.

O grupo foi contratado pela empresa em épocas variadas, a maioria no período entre novembro de 2007 e fevereiro deste ano. Todos os 421 trabalhadores foram encaminhados às suas cidades de origem. Outros 100 trabalhadores que estavam nas mesmas situações preferiram permanecer no emprego, para os quais a empresa assumiu compromisso junto à Auditoria Fiscal do Trabalho do MTE de regularizar as condições de habitação nos alojamentos até dia 29 deste mês.

Fonte: Assessoria de Imprensa do Ministério do Trabalho e Emprego

Tags relacionadas:

COMENTÁRIOS