Frigorífico é fechado por ordem judicial após acidente que intoxicou 15 empregados - Portal de notícias CERS

Frigorífico é fechado por ordem judicial após acidente que intoxicou 15 empregados

Por:
Atualizado em 18/08/2014 - 01:04

A unidade do Frigorífico Quatro Marcos em Vila Rica (MT) foi fechada por ordem judicial que acolheu ação cautelar preparatória de ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público do Trabalho e pelo Ministério Público de Mato Grosso. A cautelar foi requerida após mais um acidente de trabalho na unidade de Vila Rica, ocorrido na última quinta-feira (06). O frigorífico é recordista em acidentes de trabalho no Estado.

Um vazamento de gás intoxicou 15 trabalhadores. Segundo informações colhidas nos prontuários médicos, as vítimas tiveram reações diversas como vômito, desmaios, dormências nos braços, na face e nos pés, dispnéia, e fraqueza, todos estão já foram tratados e encontram-se fora de perigo.

Muitos trabalhadores chegaram desmaiados ao posto médico. Somente neste ano, já ocorreram pelo menos três outros acidentes da mesma natureza no local. Para o Ministério Público do Trabalho, é inadmissível que a vida dos trabalhadores continue a ser sistematicamente desprezada, equiparando os empregados aos bovinos diariamente sacrificados no frigorífico.

Na unidade de Vila Rica são abatidas 1.200 cabeças de gado por dia. A atividade está suspensa desde a manhã de ontem (12). A ordem judicial foi cumprida com apoio de força policial e com as presenças dos procuradores do Trabalho Emerson Albuquerque Resende, Ulisses Dias de Carvalho, Raulino Coutinho Filho e, do promotor de Justiça do Estado, Pedro da Silva Figueiredo Júnior.

De acordo com o MPT, os mais de mil empregados da unidade não terão nenhum prejuízo com a medida, e receberão normalmente os salários durante o período da suspensão. A paralisação é por tempo indeterminado, até que a direção da empresa cumpra obrigações referentes às normas de segurança e saúde do meio ambiente de trabalho.

A ordem judicial prevê que os empregados vinculados ao estabelecimento de Vila Rica estarão dispensados, até segunda ordem, de comparecer ao serviço, sem qualquer prejuízo salarial, como se estivessem em efetivo exercício.

Na ação foi pedida a aplicação de multa no valor de R$ 200 mil por dia, caso seja descumprida a ordem de suspensão de atividades, além da responsabilização do proprietário por crime de desobediência (artigo 330 do Código Penal) e da aplicação das medidas penais cabíveis.

Uma ação civil pública do Ministério Público do Trabalho pede que o Quatro Marcos seja condenado a pagar indenização por danos coletivos em valor não inferior a R$ 20 milhões. A empresa é uma das maiores do setor de frigoríficos do Estado, com mais de 5 mil empregados e, vem apresentando índices alarmantes de acidentes de trabalho e doenças, entre outros problemas.

Na ação civil pública movida pelo Ministério Público do Trabalho, são narrados fatos comprovados em mais de mil folhas de provas apresentadas à Justiça, que foram reunidas ao longo de anos de investigação.

A empresa possui frigoríficos em Cuiabá, São José dos Quatro Marcos, Alta Floresta, Colíder, Juara e Vila Rica, além de escritórios em outros Estados, e vem descumprindo há anos a legislação de saúde e segurança no trabalho, comprometendo a vida, a saúde e a dignidade dos trabalhadores.

 Fonte: Assessoria de Comunicação Social da Procuradoria Regional do Trabalho da 23ª Região (Mato Grosso) 

Tags relacionadas:

COMENTÁRIOS