Falta de condições de trabalho em usina provoca paralisação coletiva - Portal de notícias CERS

Falta de condições de trabalho em usina provoca paralisação coletiva

Por:
Atualizado em 18/08/2014 - 01:04

Cerca de 400 cortadores de cana da usina Santa Cândida (do Grupo Tonon), em Bocaina (SP), iniciaram a primeira greve de rurícolas na história da usina, motivada pela alteração abrupta do sistema de jornada de trabalho, sem a realização de assembléias sindicais e assinatura de acordos coletivos.

A usina impôs aos rurícolas a jornada de trabalho no sistema cinco por um (5 x1), que corresponde a cinco dias seguidos de trabalho por um dia de folga. Esse sistema suprime as folgas aos domingos e feriados, sem o pagamento da jornada em dobro, conforme previsão da CLT.

Os grevistas também reclamam da falta de fornecimento do preço da cana no início da jornada, da não aceitação de atestados médicos, da não reposição de equipamentos de proteção individual e da falta de informação sobre a produção dos trabalhadores.

Audiência de conciliação

Após denúncia feita pelos sindicatos de empregados rurais de Bariri, Mineiros do Tietê, Itapuí e Boa Esperança do Sul, o procurador do Trabalho Luís Henrique Rafael, do Ofício de Bauru, realizou diligência nas lavouras da usina Santa Cândica, nos Municípios de Bocaina e Boa Esperança do Sul, onde ouviu as reivindicações dos trabalhadores.

Durante a diligência na lavoura, os trabalhadores decidiram formar uma comissão de dois rurícolas de cada turma para participar de uma audiência de mediação com a usina. Dirigentes sindicais acompanharam a primeira audiência, realizada na própria usina.

Diante da gravidade do quadro encontrado, o procurador Rafael resolveu permanecer na região para colher novas provas e preparar uma proposta para uma nova audiência hoje (24), que poderá culminar com a revogação da jornada de trabalho 5 X 1. Caso não haja uma solução na audiência, o MPT poderá ajuizar ação civil pública para anular o sistema de jornada.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social da Procuradoria Regional do Trabalho da 15ª Região (Campinas/SP)

Tags relacionadas:

COMENTÁRIOS