Falsos usuários do Twitter foram criados para interferir no mensalão - Portal de notícias CERS

Falsos usuários do Twitter foram criados para interferir no mensalão

Por:
Atualizado em 18/08/2014 - 01:04

Por Ana Laranjeira       
Com informações do jornal O Estado de S. Paulo

Perfis falsos no Twitter foram criados entre 13 e 15 de setembro de 2013 com o intuito de disseminar e fortalecer a expressão #DigaNãoAosEmbargosInfringentes na lista de termos mais utilizados no Twitter. A hastag protestava contra o recurso que permitiria a reanálise da decisão tomada pelos ministros em relação a alguns aspectos da AP 470 durante o julgamento do mensalão. A postagem também incluía um link para vídeo do YouTube intitulado #OperaçãoBrasilSemPT.

No dia seguinte à criação desses perfis, a mensagem foi retuitada por mais de 24 mil usuários no Brasil, volume que motivou a pesquisa sobre o caso. Os usuários “robôs” não possuíam qualquer seguidor, não seguiam outros usuários e suas descrições eram alguns ditados brasileiros, como “onde come um, comem dois” e “a fome é a melhor cozinheira”.

O mecanismo gerou resultado, pois a expressão #DigaNãoAosEmbargosInfringentes foi o 153º termo mais popular do Twitter mundial em 16 de setembro de 2013. Uma análise do Estadão Dados revelou que três reproduções partiram de usuários verdadeiros, enquanto todas as demais vieram dos falsos perfis.

Você também pode se interessar pelo seguinte conteúdo:

Revisões gratuitas do CERS para concursos agora são quinzenais! – Confira na Revista Edital 12ª edição – Versão Light

 

 

Tags relacionadas:

COMENTÁRIOS