Fabricante mundial de armas compromete-se a aprimorar segurança de trabalhadores - Portal de notícias CERS

Fabricante mundial de armas compromete-se a aprimorar segurança de trabalhadores

Por:
Atualizado em 18/08/2014 - 01:04

A Forjas Taurus S/A, fabricante de armas com sede em Porto Alegre (RS), firmou termo de ajustamento de conduta com o Ministério Público do Trabalho, no qual se comprometeu a oferecer proteção adequada aos empregados que lidam com máquinas e equipamentos. A empresa pagará indenização por danos morais no valor de R$ 30 mil.

A empresa é uma das três maiores fabricantes mundiais de armas curtas. Fabrica revólveres, pistolas, carabinas, armas de pressão e armas policiais para o mercado interno e internacional. O TAC foi assinado pela empresa e a procuradora do Trabalho Marlise Souza Fontoura.

A Taurus terá de providenciar proteção que evite o contato acidental nas transmissões de força e em todas as demais partes móveis de máquinas e equipamentos. Além disso, terá de implementar, em todo o maquinário, dispositivo que impeça o ingresso de partes do corpo dos operadores em zonas de operação e contato com partes móveis que apresentem risco de queda.

O termo estabelece que 60% das máquinas e equipamentos em operação na empresa recebam a proteção no prazo de seis meses. Em um ano, a proteção deverá estar implementada em, no mínimo, 90% do maquinário. Em 15 meses, 100% da máquinas deverão conter o dispositivo.

O TAC ainda determina que a empresa elabore, no prazo de três meses, análises ergonômicas para os setores de montagem de peças, polimento e operações com furadeiras e fresas, implementando as soluções e recomendações indicadas nas análises.

O descumprimento do TAC sujeitará a empresa ao pagamento de multa no valor de R$ 15 mil por item desatendido, a cada oportunidade em que o inadimplemento for constatado. O eventual pagamento da multa será revertido ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) assim como a indenização por danos morais de R$ 30 mil.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social da Procuradoria Regional do Trabalho da 4ª Região (Rio Grande do Sul) 

Tags relacionadas:

COMENTÁRIOS