Expectativa para escolha da banca para o concurso do TSE - Portal de notícias CERS

Expectativa para escolha da banca para o concurso do TSE

Por:
Atualizado em 18/08/2014 - 01:04

Por Joffre Melo

A comissão do próximo concurso que vai formar cadastro reserva no quadro de servidores do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) atualmente trabalha na escolha da banca que vai elaborar as provas e organizar a seleção. A ideia é aproveitar o recesso do judiciário entre os dias 2 e 31 de julho e tocar o processo de licitação. A informação é do setor de Recursos Humanos do Tribunal. No concurso de 2006, a organizadora foi o Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB).

Serão oferecidas vagas reservas para as carreiras de técnico que exige nível médio dos candidatos e de analista de nível superior. De acordo com TSE, o quadro de vagas não foi totalmente fechado, mas as especialidades de analista da área judiciária e de técnico na área administrativa terão maior oferta de vagas.

Um servidor que começa na carreira de técnico judiciário do TSE recebe R$ 4.656,09. Já os analistas recebem salário inicial de R$ 6.611,39. Esses valores apurados com o departamento de Gestão de Pessoas já incluem a Gratificação por Atividade Judiciária (GAJ) e benefícios como auxílio-alimentação.

Apesar de ser um concurso para preencher cadastro reserva, a expectativa é de que os candidatos aprovados sejam chamados em breve. “Considerando que atualmente existe um concurso vigente para o cargo de analista judiciário (área judiciária), e que para os demais cargos o concurso expirou no mês de abril de 2011, o novo certame será realizado para preencher cargos que vierem a vagar após a homologação”, explica Zélia de Miranda.

Na seleção realizada em 2006, o TSE ofereceu 280 vagas, sendo 138 para analistas e 142 para técnicos. Os candidatos graduados puderam se candidatar a cargos de advogado, psicólogo, biblioteconomista, arquivologista, engenheiro elétrico, engenheiro mecânico, estatístico, historiador e relações públicas, entre outros. Para nível técnico, houve 122 para área administrativa e 22 para apoio especializado.

Tags relacionadas:

COMENTÁRIOS