Em debate: O rumo do concurso público no país - Portal de notícias CERS

Em debate: O rumo do concurso público no país

Por:
Atualizado em 18/08/2014 - 01:04

Por Ana Laranjeira       
Com informações da Assessoria da Fundação Ceperj

O Futuro dos Concursos Públicos é tema do debate promovido pela Fundação Ceperj (Centro Estadual de Estatísticas, Pesquisas e Formação de Servidores Públicos do Rio de Janeiro), nesta sexta-feira (17 de junho de 2011). A mesa redonda será a pioneira realizada por uma organizadora de concursos públicos. O evento vai acontecer na sede da Ceperj, na Avenida Carlos Peixoto, nº 54, térreo, Botafogo, às 10h, com abertura do presidente da entidade, Jorge Barreto. O debate será gratuito e aberto ao público, sem a necessidade de cadastramento prévio.

Marcus São Thiago, diretor de Concursos e Processos Seletivos da Fundação, Ernani Pimentel, presidente da Associação de Nacional de Proteção e Apoio aos Concursos Públicos (Anpac), José Manuel Duarte Correia, da Folha Dirigida, e Guilherme Peres de Oliveira, da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), vão promover uma série de debates sobre todas as etapas de concursos públicos, com ênfase em aspectos jurídicos. O moderador será Rafael Rihan, assessor da Presidência da Ceperj.

“A Ceperj vai abrir a discussão no dia 17, mas pretendemos dar continuidade ao assunto em outros eventos futuros.Quem sabe criarmos uma agenda de eventos para discutir vários temas sobre concurso público? É uma possibilidade”, disse Jorge Barreto, presidente da Ceperj.

Para esclarecer a importância do concurso público para o preenchimento do quadro funcional das três esferas de governo, o debate “O Futuro dos Concursos Públicos” terá entre os assuntos a criação de uma Lei Federal regulatória, editais, organização, segurança, logística, transparência e a indústria movimentada pela realização de concursos públicos.

“É um tema muito pouco debatido, embora o interesse seja grande, tanto de quem faz, como a indústria criada a partir do concurso público, como cursinhos preparatórios e material didático, que movimenta a economia do país”, destaca Rafael Rihan.

Tags relacionadas:

COMENTÁRIOS