Em alta: Carreiras na Polícia ? Parte II - Portal de notícias CERS

Em alta: Carreiras na Polícia ? Parte II

Por:
Atualizado em 18/08/2014 - 01:04

 

Por Ana Laranjeira

Na primeira matéria da série sobre carreiras na Polícia falamos sobre as funções e serviços prestados pela Polícia Civil à sociedade, além de dar detalhes sobre os concursos da instituição com inscrições abertas.

CONFIRA AQUI A Parte I DA NOSSA SÉRIE

 

Hoje o foco é nos cargos e carreiras dentro da POLÍCIA MILITAR.  

Com fundamento no texto constitucional, a polícia militar exerce a função de polícia administrativa, sendo responsável pelo policiamento ostensivo e preventivo, e pela manutenção da ordem pública nos diversos Estados da Federação.

Com a criação das polícias militares estas passaram a ter uma estética militar assentada em preceitos de hierarquia e disciplina, com patentes, e graduações semelhantes  as   existentes  no Exército Nacional, excetuados os postos de oficiais generais, que não existem nestas corporações.

Os integrantes das polícias militares são agentes policiais e exercem funções de segurança pública, que é diversa das realizadas pelas Forças Armadas (que em atendimento ao art. 142, da Constituição Federal, são responsáveis pela defesa da pátria, segurança nacional, e a garantia dos poderes constitucionais, e por iniciativa de qualquer destes, da lei e da ordem).

Os policiais militares juntamente com os policiais civis encontram-se subordinados ao Governador do Estado, que é a mais alta autoridade administrativa na área de segurança pública.

Concursos

Amazonas         
No início do ano, o governador do Amazonas, Omar Aziz, autorizou a realização do concurso para a Polícia Militar do Amazonas com 2.474 vagas.

De acordo com o comandante geral da PM, Almir Davi, após finalização do curso para formação de soldados o edital seria lançado. A previsão de conclusão da turma era para maio deste ano, mas até então não houve outro comunicado oficial sobre o andamento do concurso. Acredita-se que esteja em fase de planejamento.

O concurso será destinado para a formação de soldados, oficiais e bacharéis em Direito. “Também dependemos ainda de documentações de aumento de efetivo, que o Comando de Operações Terrestre deve autorizar. Temos também algumas pendências burocráticas, como alguns ajustes de candidatos do processo seletivo anterior, em que algumas pessoas entraram na justiça”, afirmou Almir na época.

Bahia        
O concurso da Polícia Militar da Bahia para curso de formação de oficiais foi suspenso. A PM afirma que será preciso realizar um estudo para definir critérios para o processo seletivo, sem especificar o motivo dele não ter sido feito a tempo de evitar a suspensão.

Cada candidato pagou taxa de R$ 115. As inscrições foram encerradas no dia 26 de agosto. Eram 300 vagas ofertadas para homens e mulheres com idade entre 18 e 30 anos, ensino médio e carteira de habilitação “B”. Eram 270 vagas para homens e 30 para mulheres. Os homens precisavam ter altura mínima de 1,60m e as mulheres, 1,55m.

O concurso teria exame de conhecimentos (prova objetiva e prova discursiva – redação) e avaliação físico-mental e de idoneidade moral (avaliação psicológica, exame médico-odontológico, teste de aptidão física e investigação social). O exame de conhecimentos seria realizado em 21 de outubro, em Salvador.

Distrito Federal       
Em maio deste ano,
o governo do Distrito Federal autorizou a realização de concurso público na Polícia Militar para 50 vagas no quadro de oficiais, 36 vagas de soldado especialista no quadro de praças e 964 vagas de soldado combatente no quadro de praças. O edital não terá cadastro de reserva.

Considerando o disposto no artigo 4º do Decreto nº 33.550, de 29 de fevereiro de 2012, o edital para soldado especialista no Quadro de Praças da PMDF e Soldado Combatente no Quadro de Praças da PMDF deveria ser publicado a partir de 1º de junho de 2012. Ainda aguardamos comunicado oficial sobre a realização do concurso.

Goiás      
A Polícia Militar de Goiás anunciou também este ano que vai selecionar mil novos policiais por meio de concurso público para começar a trabalhar ainda em 2012. A informação é do comandante-geral da PM, coronel Edson Costa Araújo.

A expectativa é de que em 2013 e 2014 também haja incremento de mil novos policiais em cada ano. O processo para preparação do concurso está em andamento, de acordo com informações da PM.

Para soldado o candidato deve ter curso superior em qualquer área de conhecimento, idade mínima de 18 anos e máxima de 30 anos, além de altura mínima de 1,65m (sexo masculino) e 1,60m (sexo feminino).

O último concurso para soldado foi realizado em 2010 para mil vagas. Na época o salário inicial era de R$ 1.680,00 na condição de soldado de 2ª classe (aluno) e passava a R$ 2.711,88 após aprovação no curso de formação de praças e promoção à graduação de soldado de 1ª classe.

Rio de Janeiro 
Em 2013, a Polícia Militar do Rio de Janeiro pretende lançar editais para preencher quase 7 mil vagas no estado. De acordo com informações do site do governo do Rio de Janeiro, as seleções já foram autorizadas pela Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) e a previsão é de que o primeiro edital seja publicado em janeiro.

Serão oferecidas 6 mil oportunidades para soldados, 690 para cabos auxiliares de enfermagem, 135 para sargentos músicos, 60 para oficiais combatentes (todas exigem ensino médio completo), além de 80 para oficiais de saúde, de nível superior. Os salários variam entre R$ 2.382 e R$ 6.057.

Segundo o cronograma da PM, o edital da seleção para soldados será divulgado em janeiro de 2013. A remuneração inicial prevê salário de R$ 2.382,89, com direito a gratificação de R$ 350 para policiamento ostensivo de rua e R$ 500 para efetivo de Unidades de Polícia Pacificadora (UPP). Existe ainda a possibilidade de o policial trabalhar para outras secretarias, como Educação e Segurança, nos dias de folga. O máximo permitido são oito serviços de 12 horas cada, pelos quais o soldado ou cabo recebe R$ 225, o que representa R$ 1.800 a mais no fim do mês.

As especialidades do concurso para oficiais de saúde (R$ 6.057,60) e cabos auxiliares de saúde (R$ 2.744,65) serão definidas pela Secretaria de Segurança até o fim de 2012 e o edital será publicado em fevereiro do ano que vem. No mês seguinte, serão abertas 135 vagas para sargentos músicos (R$ 3.626,94).

O edital para a seleção de oficiais combatentes será divulgado em abril de 2013. Durante o curso – que dura três anos e exige mais oito meses de estágio probatório -, o aluno recebe R$ 1.576,37. Ao se formar segundo tenente, o policial passa a ter remuneração de R$ 4.296,25. Segundo o chefe do Centro de Recrutamento e Seleção de Praças da PM, tenente-coronel Roberto Vianna, esse será o primeiro concurso para oficiais combatentes elaborado pela corporação.

A seleção dos candidatos era feita em conjunto com universidades desde 1983. A partir de 2001, a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) passou a aplicar os exames teóricos juntamente com o vestibular. As provas teóricas terão o mesmo conteúdo programático das aplicadas pela Uerj, para manter o padrão do vestibular. Para os soldados, as disciplinas cobradas são língua portuguesa, história, geografia, informática, sociologia, direitos humanos e trânsito.

Vianna alerta que é preciso estar preparado para os exames físicos, que têm caráter eliminatório. “O índice de reprovação é baixo nos exames médicos e psicológicos, mas muito alto no teste físico, devido ao sedentarismo. A maioria dos homens é reprovada na barra, e as mulheres, na flexão, por não conseguirem sustentar o peso do próprio corpo. Quem quer se candidatar deve procurar um professor de educação física e um médico nutricionista e começar o treinamento o quanto antes. É importante também atentar para os documentos obrigatórios, como declaração de conclusão do ensino médio e carteira de habilitação tipo B”.

PRETENDE CONCORRER A VAGAS NA POLÍCIA MILITAR? PREPARE-SE COM O CERS PARA ESTES CONCURSOS!

 

 

Tags relacionadas:

COMENTÁRIOS