Em alta: 7 dicas voltadas para concursos da Polícia - Portal de notícias CERS

Em alta: 7 dicas voltadas para concursos da Polícia

Por:
Atualizado em 18/08/2014 - 01:04

Civil, Militar, Federal ou Rodoviária. Tem certames para todos os gostos

Por Ana Laranjeira

A carreira policial tem sido uma opção bastante procurada pelos concurseiros, principalmente com a previsão de abertura e publicação de edital de diversos certames. Entre eles, Polícia Militar de São Paulo e Minas Gerais, Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal. Por isso, reunimos 07 dicas importantes para quem almeja um dos vários cargos disponíveis para estes certames em 2014.

1) É preciso empatia        
Existem aqueles concurseiros que são “perdidamente apaixonados” pela carreira na Polícia e acreditam veementemente que nasceram para trabalhar na instituição. Existem também aqueles que se conformam apenas em preencher os requisitos do edital e receber o salário no final do mês.

Nenhum dos dois perfis de candidato está certo ou errado, mas para trabalhar na Polícia é preciso ter, no mínimo, alguma empatia com a área de segurança pública.

2) Polícia é segurança     
Os concursos da Polícia acontecem para provimento de cargo efetivo, portanto estatutário. Isso representa um dos maiores benefícios da carreira: estabilidade, palavra doce para que se prepara para concursos.

3) Planejamento      
Uma das dificuldades enfrentadas pelos novos recrutas da polícia é a fase de adaptação. O primeiro complicado desafio será a eventual mudança de cidade, muito comum nos concursos federais. A grande extensão do país concede às cidades brasileiras diferenças culturais gritantes: horários, ritmo de vida e estrutura. O candidato deve ficar bastante atento a estes detalhes ao prestar concurso em uma região diferente da sua própria, e conversar bastante com familiares e amigos, que podem ajudar nesta decisão. Ou seja, prestar concurso para a polícia, antes de qualquer coisa, é o planejamento de uma possível nova vida em todos os sentidos.

4) Disciplinas  
Os concursos da polícia podem oferecer editais com vagas para diversos cargos, que exigem do ensino fundamental, médio, até o nível superior e, para os cargos de Delegado, nível superior em Direito, portanto, é importante ficar atento às disciplinas e conhecimentos cobrados mais comumente em cada um dos certames.

Nível fundamental ou médio – Nas carreiras que exigem ensino fundamental ou médio, Português, Redação, Matemática e Raciocínio Lógico são as matérias mais fortes.

Superior – Cargos que exigem nível superior de formação (exceto para Delegado) costumam basear suas provas nas disciplinas de Direito Constitucional, Direito Administrativo e Direito Penal (Processo Penal e Legislação Penal Especial). Direitos Humanos também têm se destacado nas últimas provas.

Delegado – Nas carreiras para Delegado (formação superior em Direito), a parte penal é o carro chefe: Direito Penal, Direito Processual Penal e Legislação Penal Especial, requerendo atenção também aos Direitos Humanos, Direito Constitucional e Administrativo.

PRF – Para o cargo da Polícia Rodoviária Federal, a Lei nº 9.503/97 (Código de Trânsito Brasileiro) é imprescindível.

5) Tiro certeiro         
Mesmo se tratando de diferentes cargos, existem alguns assuntos cobrados com maior frequência nos concursos da polícia em geral, como os Crimes contra a Administração Pública, em Direito Penal; os direitos individuais e coletivos (art. 5º da Constituição) em Direito Constitucional; e os princípios básicos da Administração Pública (art. 37 da Constituição) em Direito Administrativo.

6) Preparação 
O CERS Cursos Online oferece uma série de cursos voltados para as carreiras policiais. Dicas teóricas, resolução de questões e simulados, revisão dos principais pontos do edital e uma equipe especializada de professores fará a diferença na preparação para a primeira fase destes certames. Confira mais informações no link abaixo:

CURSOS PREPARATÓRIOS PARA A POLÍCIA

7) Teste físico  
As provas físicas para a polícia exigem o mínimo de uma pessoa que não seja sedentária. É sempre válido procurar um médico antes de iniciar os treinos, principalmente se o candidato não estiver acostumado a fazer exercícios físicos, pois não são raros os casos em que concurseiros sedentários passam por maus bocados nos exames. Também é indicada a consulta com um profissional da área de educação física, para evitar lesões e perda de tempo.

Você também pode se interessar pelo seguinte conteúdo:

Salário de agente da Polícia Federal sobe para R$ 9.075


 

 

Tags relacionadas:

COMENTÁRIOS