As principais dúvidas sobre concurso público para Carreiras Jurídicas - Portal de notícias CERS

As principais dúvidas sobre concurso público para Carreiras Jurídicas

Entenda a tramitação e regras dos concursos e se prepare para garantir a sua vaga!

Thaísa Moraes
Por:
Atualizado em 24/10/2018 - 16:21
Fiquei por dentro das principais dúvidas de concurso público para carreiras jurídicas

Delegado, juiz, promotor, procurador, defensor público. As oportunidades na carreira jurídica são as mais cobiçadas entre os bacharéis em Direito. Portanto, se o seu perfil também se encaixa em alguma dessas profissões, chegou o momento de ir em busca da sua vaga em concurso público para Carreiras Jurídicas!

Mas, para conquistar o cargo dos seus sonhos na carreira jurídica é preciso prestar concurso público. Por isso, antes de se lançar neste desafio, que tal conhecer melhor as regras do jogo?

 

Edital de lançamento de concurso público

Todo concurso público é aberto a partir do seu edital de lançamento. Trata-se, portanto, de um documento que traz todas as informações necessárias aos candidatos que participarão do certame. Dessa forma, ele precisa ser publicado no Diário Oficial (da União ou do Estado) para que seja válido. Após essa publicação, o edital também fica disponível no site da banca organizadora da seleção.

Ao ler o edital, você precisa ficar atento à informações como prazo de inscrição, número de vagas, datas das provas, requisitos do cargo, conteúdo programático, exigências e proibições para participação no concurso. Ele será seu melhor amigo durante todo o andamento do certame, inclusive em caso de retificações de alguma informação publicada no lançamento do edital.

 

Banca organizadora da seleção

A banca organizadora é a instituição responsável pelo gerenciamento do processo seletivo dos candidatos. Além de produzir o edital, ela elabora as provas, aplica as avaliações de todas as etapas e organiza os processos até o resultado final do concurso.

Sendo assim, geralmente as bancas organizadoras de concursos públicos para carreiras jurídicas se repetem ao longo dos anos. Entre as mais conhecidas estão a Fundação Getúlio Vargas (FGV), Fundação Carlos Chagas (FCC), Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cebraspe) e Fundação Vunesp. Cada uma tem as suas próprias características e maneiras de cobrar os conteúdos nas provas. Por isso, vale a pena estudar o perfil da organizadora do seu concurso.

Entretanto, não confunda a banca organizadora com a comissão examinadora. Esta é composta por membros do órgão que vai realizar o concurso ou pessoas físicas dotadas de conhecimentos notório nas disciplinas que serão aplicadas nas questões das provas. Os examinadores respondem pelo conteúdo pedagógico das avaliações.

 

Dúvidas frequentes

Ao longo da sua jornada de preparação, muitas dúvidas podem surgir. Por isso, para otimizar a sua missão, confira as 10 perguntas mais frequentes entre concurseiros.

 

1 ) Qual o segredo para passar em um concurso?

Bem, para essa pergunta a resposta é simples porque não existe segredo. Você tem que estudar. Ou seja: não existe técnica, conteúdo otimizado ou dicas certas se você não fizer a sua parte. Estude, dedique-se e persista. Esse é o caminho para a aprovação.

Precisa de ajuda nesse processo? Então confira dicas de estudo para concurso público!

 

2) Como faço para me inscrever em um concurso?

Você precisa consultar o edital do certame que deseja fazer para tirar essa dúvida. Nesse documento você terá todas as informações que precisa para começar a se preparar para o concurso em questão. Sendo assim, no próprio edital, no tópico que diz respeito às inscrições, haverá um link disponibilizado aos candidatos que desejarem se inscrever. Basta acessá-lo, realizar o cadastro dentro do prazo determinado e efetuar o pagamento.

 

3) Como eu sei o que vai cair na prova?

Ainda no edital do concurso, você vai encontrar também todo o conteúdo que cairá na prova que você se inscreveu ou deseja se inscrever. Haverá um tópico com algo relacionado a “conteúdo programático”. Lá você encontrará as disciplinas e os seus respectivos assuntos para se organizar na hora de estudar. Mas não se assuste com a quantidade de conteúdo, afinal, ele é o mesmo para todos os seus concorrentes também. Portanto, não se deixe intimidar pela quantidade de assuntos. O que você precisará fazer é se organizar. Mas se achar necessário, busque orientação.

 

4) Desisti de fazer o concurso. Posso ter meu dinheiro de volta?

Não. Por isso, antes de se inscrever, tenha certeza de que você realmente fará a prova. Também vale a pena abrir o calendário e conferir a data para saber se não vai chocar com outro compromisso, ou até mesmo outro concurso. Mas atenção: se o que você quer mesmo é passar em um concurso público, precisa priorizar tudo o que faz parte desse universo. Ou seja, seus estudos, concentração e, claro, a sua prova. Sendo assim, não se esqueça que é o seu sonho que está em jogo.

 

5) Posso prestar concurso e, caso aprovado, posso ser chamado mesmo com o nome sujo?

Pode. O que o impediria seria não estar em dia com as suas obrigações políticas e militares (se você for homem). Vale lembrar que você também precisa já ter atingido a maioridade e ter a escolaridade exigida no cargo em que vai concorrer. Há ainda outras restrições, mas isso vai depender do seu caso específico. Lembrando que tudo o que você precisa saber estará no edital do certame que você escolher.

 

6) Eu preciso fazer exames médicos? Por quanto tempo valem os meus?

Sim. Hoje em dia, para todo trabalho que você for assumir em uma grande empresa, seja pública ou privada, faz-se necessário a realização de alguns exames médicos para constatar que você está em condições de assumir o cargo. No caso de órgãos públicos que preenchem o quadro de seus servidores por meio de concurso público, as especificações de exames solicitados e suas respectivas validades também estarão no edital do certame.

 

7) Se eu engravidar, serei impedida de assumir o cargo?

Não. Você poderá assumir o cargo.

 

8) Como escolher o melhor concurso público para disputar um cargo?

Antes de qualquer coisa, tenha em mente que a sua aprovação representará o seu cotidiano. O cargo que você assumir determinará a sua função e é importante que você se identifique com as suas atividades para não ficar insatisfeito depois de tanta dedicação e persistência. Veja também o seu nível de conhecimento e quanto de disponibilidade e força de vontade você terá para estudar e alcançar a conclusão de todo o conteúdo exigido no edital para o cargo em que irá disputar. A depender do cargo que você deseja e do quanto você estuda, poderá passar em dois anos ou mais. As estimativas apontam um período de dois a seis anos para a aprovação de concurseiros.

 

9) Dá para se divertir sendo um concurseiro?

Sim. Na verdade, é fundamental que você também tenha momentos que possam aliviar a tensão de um ser concurseiro. Mas atenção: nada de exageros. É claro que você precisará abdicar de muita coisa, inclusive de saídas para festas, cinema, barzinhos ou o que quer que seja em várias ocasiões. Como você precisará de tempo para estudar, deve colocar seus livros, aulas, resumos, resolução de questões e simulados como prioridade. Não esqueça que a sua aprovação e a realização do seu sonho só dependem de você.

 

Prepare-se!

Agora que você conhece as regras dos concursos para as Carreiras Jurídicas e já tem o seu plano de estudos elaborado especialmente para atender às suas necessidade, chegou a hora de se preparar! Na próxima publicação da nossa série sobre Carreiras Jurídicas, você vai descobrir quais são as disciplinas mais recorrentes em concursos públicos da área e a melhor forma de estudar o conteúdo.

COMENTÁRIOS