DPE/MT: comissão formada - Portal de notícias CERS

DPE/MT: comissão formada

O certame visará ao provimento de cargos para a área de apoio.

Por:
Atualizado em 26/08/2019 - 12:06

Foi publicada, no Diário Oficial de 26 de agosto, a decisão que designou os servidores integrantes da comissão do concurso público para a área de apoio da DPE/MT. Confira abaixo os membros da comissão.

– Defensor Público-Geral, Clodoaldo Aparecido Gonçalves de Queiróz (presidente);

– Silvio Jeferson de Santana;

– Aline Regina Santana de Carvalho;

– João Maia de Oliveira;

– Marcus Vinicius Souza Ventura;

– Kelly Christina Veras Otácio Monteiro  (Defensora Pública suplente);

– João Paulo Carvalho Dias (Defensor Público suplente);

– João Vitor Ferreira (suplente). 

Na publicação oficial não ficou estabelecido o prazo para a conclusão dos trabalhos da comissão. Mas os próximos passos do certame são a elaboração do projeto básico, a seleção da banca organizadora e, por fim, a publicação do edital.

O último certame para a área de apoio da Defensoria Pública do Estado de Mato Grosso foi realizado em 2015. O concurso foi organizado pela Fundação Getúlio Vargas – FGV. Foram ofertadas 29 vagas para cargos de nível superior e 80 vagas para os de nível médio.

O edital previa remuneração inicial de R$ 3.917,39 para os cargos de Analista e R$ 1.566,96, para os de Assistente. Segundo informações extraídas do portal da transparência, as remunerações atualmente estão no seguinte patamar:

Remuneração

– Analista – Nível I – Classe A: R$ 4.741,39;

– Assistente – Nível I – Classe A: R$ 1.896,56.

Carga Horária

Tanto para os cargos de nível médio, quanto para os de nível superior, a carga horária semanal de trabalho prevista no último concurso foi de 40 horas.

Último concurso

O edital de 2015 estabeleceu a realização de avaliações compostas de questões múltipla escolha, com cinco alternativas cada. As provas escritas objetivas para os cargos de nível médio contaram com 70 questões, sendo 40 de conhecimentos básicos e 30 de específicos. As de nível superior, por sua vez, foram compostas por 80 questões, sendo 40 de conhecimentos básicos e 40 de conhecimentos específicos.

Ressalte-se que a prova para o cargo de Analista – Advogado, foi composta de 30 questões de conhecimentos básicos e 50 questões de conhecimentos específicos.

Conteúdos abordados no último edital

Confira abaixo as disciplinas exigidas no certame de 2015.

Analista – Advogado

– Língua Portuguesa;

– História e Geografia de Mato Grosso;

– Ética;

– Legislação Específica; 

– Direito Administrativo;

– Direito Constitucional;

– Direito Civil;

– Direito Processual Civil;

– Direito Penal;

– Direito Processual Penal;

– Direito do Consumidor;

– Estatuto da Criança e do Adolescente;

 

Assistente

– Língua Portuguesa;

– Raciocínio Lógico-Matemático;

– História e Geografia do Mato Grosso;

– Noções de Arquivologia;

– Noções de Administração;

– Administração Pública;

– Noções de Informática.

 

As remunerações são bastante atrativas e a carreira é o sonho de muitos concurseiros. Logo, se você almeja esse cargo, não espere para iniciar seus estudos. Uma preparação consistente é garantia de aprovação. Pensando nisso, o CERS acaba de lançar o CERS Play, um sistema de assinaturas com preparatórios para provas de vários órgãos públicos. Pagando um valor fixo por mês, você tem acesso a todos os cursos para a área de Tribunais, inclusive os preparatórios específicos que serão lançados após a publicação dos editais mais esperados. Você quer conquistar sua vaga e mudar de vida? Então, clique aqui e vamos evoluir juntos!

 

Tags relacionadas:

COMENTÁRIOS