Doadores de sangue e medula podem ter benefícios em concursos - Portal de notícias CERS

Doadores de sangue e medula podem ter benefícios em concursos

Por:
Atualizado em 18/08/2014 - 01:04

Postado por Ana Laranjeira      
Fonte: CorreioWeb | Lorena Pacheco

Mato Grosso – Um projeto que foi apresentado nesta semana pelo deputado Pedro Satélite (PSD/MT) promete gerar polêmica. A proposição nº 92/2013 pretende tornar como critério de desempate a doação de sangue e de medula óssea nos concursos públicos do estado, assim quem fosse doador teria certa vantagem se a nota nas provas fosse igual a de outro candidato não doador.

Mas, segundo a proposta, as doações devem ser feitas antes do lançamento dos editais de abertura, e o concorrente só pode obter o benefício após a terceira doação de sangue e de se cadastrar no banco de dados do Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome).

O objetivo do projeto – que agora segue para análise das comissões com previsão de ser colocado em pauta e votado ainda no primeiro semestre deste ano -, é incentivar a doação, porém nem todos podem fazê-lo.

Dentre os requisitos básicos para poder ser considerado apto à doação, pode-se destacar a idade entre 16 e 67 anos e peso de no mínimo 50kg. Quem apresenta resfriado ou gravidez não pode doar. Assim como pessoas que tenham feito tatuagem nos últimos 12 meses, e quem já teve malária, hepatite, e/ou doenças sexualmente transmissíveis. Sem falar que existe um número limite de doações anuais: quatro para homens e três para mulheres (intervalos de 60 e 90 dias respectivamente).

 

 

Tags relacionadas:

COMENTÁRIOS