Deu branco! E agora? - Portal de notícias CERS

Deu branco! E agora?

Por:
Atualizado em 12/01/2016 - 16:28

Inteligencia-Emocional-Concurso-CERS-Paulo-Vieira“Memória define-se pela capacidade de registrar, manter e evocar fatos passados, e está intimamente relacionada com o nível de consciência, atenção e interesse afetivo. Pode ser dividida em memória imediata (capacidade de reter a informação imediatamente após ser percebida), memória recente ou de curto prazo (capacidade de reter a informação por um período curto, de minutos a uma hora) e memória remota ou de longo prazo (capacidade de evocação de acontecimentos no passado, após meses ou anos)”, explica o neurologista João Gabriel.

O que acontece com a memória é apenas reflexo de uma série de fatores que envolvem atenção, nível de consciência e afetividade. Quanto maior a atenção e afetividade sobre determinado assunto, maiores as chances das informações ficarem armazenadas e menores os riscos de serem esquecidas.

Então, uma soma de vários fatores como afetividade, humor, grau de descanso, período do dia, barulhos externos e luminosidade podem interferir na fixação definitiva de um assunto.

Para a preparação em longo prazo é importante exorcizar os “diabinhos da ansiedade”. Mas é extremamente necessário afastar o fantasma de qualquer possível “branco”, com um autocontrole ainda maior nas vésperas da prova e durante a prova: “o mais importante imediatamente antes da prova, é se acalmar.

A ansiedade altera nossa concentração e nossa capacidade de evocação da memória. Pessoas ansiosas devem procurar relaxar antes da prova, com uma música ou um quarto silencioso e escuro. O que fazer se a ansiedade atacar durante a prova? Se acalmar! Pensar em algo tranquilo e bom. Se imaginar passando no concurso, e conquistando todos os objetivos. Após um descanso de cerca de 5 minutos, está na hora de voltar à prova e resgatar todos os conteúdos guardados na memória.

 

Quer saber mais técnicas de inteligência emocional para concursos?

Com a estratégia certa é possível sim ser aprovado no concurso público dos seus sonhos. Claro que estudar todas as matérias é importante, mas do que adianta tudo isso se emocionalmente não há determinação, confiança e equilíbrio emocional?

Mais do que um grande volume de estudo, como tradicionalmente se recomenda, você precisa de um grande volume de APRENDIZADO.

 

CURSO DE INTELIGÊNCIA EMOCIONAL PARA CONCURSOS

 

Tags relacionadas:

COMENTÁRIOS