Descubra a ciência por trás da soneca - Portal de notícias CERS

Descubra a ciência por trás da soneca

Por:
Atualizado em 18/08/2014 - 01:04

Quem estuda para concurso sabe que um dos principais “inimigos” do estudo é o sono. Isso não é novidade. Mas o que fazer para combater o sono e melhorar o desempenho nos estudos? Baseados numa reportagem da Revista Galileu, descobrimos que a soneca pode ser uma excelente aliada.

Primeiro, é importante ponderar que estamos falando de uma simples (porém poderosa) soneca, com duração máxima de 60 minutos. Não mais do que isso. Você já deve ter tirado a famosa soneca e reparado no quão revigorante ela foi. Deve também ter reparado que nem sempre esse efeito revigorante ocorre, às vezes acordamos mais cansados ainda. De acordo com a reportagem, o motivo está no “guia da soneca perfeita”, originalmente publicado em inglês e que traduzimos para vocês:

10 a 20 minutos: essa soneca é a ideal para uma explosão de energia e para te deixar “alerta”, dizem os especialistas. Essa duração normalmente te limita aos estágios de sono com movimento lento dos olhos (NREM), facilitando que você saia correndo logo que acordar.

30 minutos: alguns estudos mostram que dormir por esse período causa inércia do sono, uma sensação de ressaca que dura por aproximadamente 30 minutos depois de acordar, antes que os efeitos benéficos de restauração se tornem aparentes.

60 minutos: essa soneca é a melhor para aprimoramento de memória de fatos, rostos e nomes. Isso inclui o sono lento, o tipo mais profundo. A desvantagem: sensação de ressaca ao acordar.

90 minutos: este é um ciclo completo de sono, incluindo os estágios de sono leve e profundo, incluindo REM (rapid eye moviment, ou a tradução, sono com movimento rápido dos olhos), tipicamente sendo o estágio em que sonhamos. Isso leva ao aprimoramento emocional e memória mais duradoura (como andar de bicicleta, tocar piano) e criatividade. Uma soneca de 90 minutos costuma evitar inércia do sono, facilitando na hora de acordar.

As sonecas têm o poder de “reiniciar” o cérebro, conforme explica a Dra. Sara Mednick, que escreveu o livro “Take a nap! Change your life!” (“Tire uma soneca! Mude sua vida!” em tradução livre) e foi citada pela reportagem. De 10 a 20 minutos, elas são ótimas para voltar ao trabalhado com a mente mais afiada. Até 60 minutos (atenção concurseiros!) ajuda a fixar memórias recém aprendidas (no meio do dia, usando o termo da reportagem da Galileu, pode “fazer milagres”), para quem está estudando pra uma prova ou concurso. Se quiser esticar a soneca até uns 90 minutos, envolverá um ciclo de sono completo, o que o ajudará na criatividade e inteligência emocional.

Atenção: sonecas de 30 minutos podem não ser uma soneca perfeita. Você pode acordar meio grogue e demorar mais do que deveria para ficar alerta, ou seja, continuará com aquela preguiça de quando deitou, demorando um pouco para surtir o efeito desejado. Veja com qual você consegue extrair os melhores benefícios e…boa soneca!

Leia aqui a reportagem completa

 

 

Tags relacionadas:

COMENTÁRIOS