Como se portar perante as dúvidas quanto à banca examinadora e disciplinas do edital? - Portal de notícias CERS

Como se portar perante as dúvidas quanto à banca examinadora e disciplinas do edital?

Por:
Atualizado em 11/08/2015 - 13:42

Se você é concurseiro da área fiscal e sonha em exercer a função de Auditor Fiscal do Trabalho, confira os comentários do professor Henrique Correia sobre a carreira. Anote as dicas, tire suas dúvias e intensifique seus estudos com o Curso para o concurso de AFT (auditor fiscal do trabalho 2015/2016). Confira:

O concurso para o cargo de Auditor-Fiscal do Trabalho é um dos mais desejados e concorridos do país.

O trabalho social fantástico que esses servidores fazem no seu dia a dia, regularizando direitos básicos trabalhistas como anotação da CTPS, salário, FGTS, resgate de trabalho escravo, dentre tantos outros, possibilita que milhares de trabalhadores em todo país possam ter mais dignidade enquanto prestam serviços aos seus empregadores. Portanto, caro(a) candidato(a), amanhã você terá plenas condições de alterar a realidade social na região onde for designado para atuar. Trata-se de uma função extremamente importante para o país!

Além disso, é um cargo que possibilita uma excelente remuneração. O salário é superior a R$ 14.000,00, conforme dados retirados do último edital do concurso realizado em 2013.

Portanto, para enfrentar essa fase prévia de preparação, antes da publicação do edital, é imprescindível que você monte uma bela organização. Faça um plano mental e o coloque no papel. Assista a vídeos e depoimentos para retirar alguma base daqueles profissionais que já passaram por essa mesma experiência e saíram vitoriosos. Há vários desses vídeos no youtube, facebook, sites de concursos etc. Enfim, traçar uma estratégia minimamente organizada é imprescindível.

Uma dúvida muito frequente é definir quais as matérias que o candidato deve se dedicar, em razão das constantes alterações do edital de AFT. Tradicionalmente, a ESAF organizou os concursos de 2006 e de 2010. Por sinal, concursos extremamente difíceis, com altíssima dose de teoria e jurisprudência. O último concurso, em 2013, entretanto, para surpresa de todos, foi realizado pela CESPE/UNB. A prova foi muito diferente das demais, com relativa facilidade nas matérias principais do concurso, como a de Direito do Trabalho.

Ademais, com essa alteração para CESPE/UNB houve também alterações das matérias do edital. Saíram: Informática, Inglês, Direito Civil, Penal e Empresarial. Foram acrescentadas: Auditora, Contabilidade, Direitos Humanos e Informática.

Diante disso, paira a dúvida, quando ainda não há o edital divulgado: a quais matérias se deve dedicar mais? Não há uma resposta certa sobre esse ponto, mas acho que o candidato terá menores chances de errar na preparação quanto àquelas matérias exigidas tradicionalmente. Se já estiver fluente nas principais matérias, ao publicar o novo edital, o candidato terá condições de focar nos estudos dos temas inesperados, como foram Auditora e Direitos Humanos no último concurso.

Portanto, a dica é, concentre-se bem e faça um bom alicerce nas matérias abaixo, que sempre foram exigidas nos concursos de AFT:

Matéria comuns aos Concursos CESPE 2013 e ESAF 2010

– Língua portuguesa

– Raciocínio-lógico

– Administração Pública

– Direito Constitucional

– Economia do Trabalho

– Direito Administrativo

– Direito do Trabalho

– Segurança e saúde no trabalho

– Legislação Previdenciária

Matérias específicas do Concurso ESAF 2010:

Espanhol ou inglês

Sociologia do trabalho

Direito: civil, penal e comercial

Ética na administração pública

Matérias específicas do Concurso CESPE/UNB 2013:

Direitos humanos

Administração geral

Noções de informática

Auditoria

Seguridade social

Contabilidade geral

Você pode se interessar pelo seguinte conteúdo:

CURSO PARA O CONCURSO DE AFT (AUDITOR FISCAL DO TRABALHO 2015/2016)

Tags relacionadas:

COMENTÁRIOS