Como estudar para concursos sem edital publicado - Portal de notícias CERS

Como estudar para concursos sem edital publicado

Por:
Atualizado em 11/02/2015 - 13:10

O edital para o concurso do Ministério Público de São Paulo ainda não foi publicado. Mas a aprovação do Órgão Especial do Colégio de Procuradores de Justiça para a abertura de 80 vagas de promotor de justiça é o sinal verde para o início dos estudos.

Por consenso geral, o estudo antecipado é a melhor forma de se preparar para o concurso. O prazo entre a publicação do edital e a aplicação das provas, que geralmente é entre 45 e 90 dias, é curto para iniciar a preparação devido ao programa e à quantidade de matérias exigidas. 

Mas muitos candidatos sentem dificuldades de iniciar os estudos sem a publicação do edital, seja por não saber quais estratégias deve seguir ou pela falta de motivação por não saber a data da prova.

O primeiro passo é definir um planejamento adequado com base no último certame para o cargo, que implique no aproveitamento do tempo disponível de forma otimizada. É preciso evitar a sensação de que há muito tempo disponível para não adiar os estudos.

Confira outras dicas e aproveite ao máximo o período de estudos antes do lançamento do edital:

1. Tempo de preparação

Quanto tempo disponível você tem para estudar? Anote as suas atividades regulares durante os sete dias da semana e avalie se será necessário fazer algum sacrifício para atender ao seu cronograma de estudos, como cancelar as aulas de inglês por exemplo. Se o seu objetivo é passar em um concurso, é preciso focar nesta demanda. Estudar é cansativo e demorado, demanda disciplina e motivação.

2. Métodos de estudo

Cada pessoa deve encontrar a melhor estratégia de estudos para si, que pode ser uma mistura de diversos métodos. Leia livros voltados à preparação para concursos públicos. Para quem não quer enveredar pelo percurso autodidata, escolher um bom curso preparatório é essencial. O corpo docente e a qualidade do material didático utilizado podem ser os diferenciais para a aprovação, a exemplo do CERS. Devido a quantidade massiva de disciplinas e o longo prazo de estudos, outra dica é fazer revisões constantes. De nada adianta estudar bastante e na semana seguinte não se lembrar de mais nada. A matéria precisa estar sempre fresquinha no cérebro.

3. Priorizando disciplinas

Pegue o edital do último concurso que pretende passar e separe as disciplinas em categorias. Veja as que possuem peso maior na prova, as que são comuns a outros concursos da mesma área e as matérias que são mais específicas. Comece pelas básicas. Quando estiver bem nelas, comece a adicionar outras e assim por diante. Algumas matérias difíceis ou que você não tem qualquer base podem demandar uma atenção especial. As aulas são ainda melhores para quem tem tempo, o que é o caso do estudo antes da publicação do edital.

4. Exercícios e provas anteriores

Outra dica que todos os aprovados sempre dão é para estudar pelos exercícios e provas anteriores da banca realizadora do concurso. Por quê? Em primeiro lugar, porque você treina seu aprendizado. Em segundo, e principalmente, porque as bancas são repetitivas e podem fazer perguntas semelhantes no concurso que você vai prestar.

Você pode se interessar por:

MINISTÉRIO PÚBLICO DE SÃO PAULO 2015 – PROMOTOR DE JUSTIÇA

 

Tags relacionadas:

COMENTÁRIOS