Auditores Fiscais são exonerados por corrupção - Portal de notícias CERS

Auditores Fiscais são exonerados por corrupção

Por:
Atualizado em 18/08/2014 - 01:04

Por Manoela Moreira

Conquistar uma vaga no serviço público não é nada fácil, mas a maratona de estudos compensa com a estabilidade profissional e remuneração acima do mercado.

Mas nem todos os servidores sabem aproveitar esta oportunidade. Mais um escândalo envolvendo corrupção e desvio de dinheiro público foi revelado pelo Ministério Público.

As investigações apontam que os quatro auditores fiscais do município de São Paulo montaram um esquema de corrupção envolvendo o Imposto sobre Serviços (ISS) cobrado de empreendedores imobiliários.

Empresas incorporadoras chegaram a depositar, em menos de seis meses, mais de R$ 2 milhões em propina na conta bancária da empresa de um dos investigados.

O controlador-geral do município, Mário Spinelli, adiantou que tem indícios suficientes para solicitar a exoneração dos acusados.

O recolhimento do imposto, que é calculado sobre o custo total da obra, é condição para que o empreendedor obtenha o “Habite-se”. Os auditores fiscais sempre emitiam as guias com valores ínfimos e exigiam dos empreendedores o depósito de altas quantias em suas contas bancárias. Se os empreendedores não pagassem, os certificados de quitação do ISS não eram emitidos e o empreendimento não era liberado.

O Ministério Público apura se as empresas foram vítimas de concussão, porque não teriam outra opção para obter o certificado de quitação do ISS, ou se praticaram crime de corrupção ativa, recolhendo aos cofres públicos valor aquém do devido.

 

Tags relacionadas:

COMENTÁRIOS