Alta concorrência em concurso da Receita Federal - Portal de notícias CERS

Alta concorrência em concurso da Receita Federal

Por:
Atualizado em 18/08/2014 - 01:04

 

Por Ana Laranjeira       
Com informações do G1

A Receita Federal divulgou nesta segunda-feira (13) o número de inscritos nos concursos para 950 vagas de analista-tributário e auditor-fiscal. Os salários são de, respectivamente, R$ 7.996,07 e R$ 13.600. Para participar da seleção, os candidatos devem ter nível superior em qualquer área.

Para as 750 vagas para analista-tributário são 93.692 inscritos – para as 700 vagas na área geral são 89.791 concorrentes (128,27 por vaga) e para as 50 vagas na área de informática são 3.901 (78,02 por vaga). Do total, 712 são para ampla concorrência (88.100 inscritos) e 38 para deficientes (5.592 inscritos).

Já para auditor-fiscal são 26.313 inscritos para as 200 vagas (131,56 por vaga). Para as 10 reservadas para deficientes são 441 inscritos.

As provas objetivas para os dois cargos, que anteriormente estavam previstas para os dias 15 e 16 de setembro, agora serão nos dias 22 e 23 de setembro. A nova data estipulada pela Receita coincide com outros concursos federais bastante esperados, como da Ancine, e também de tribunais que serão muito disputados, como do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (Pernambuco, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Alagoas e Sergipe).

Para analista-tributário, no dia 23 de setembro, às 8h30, será aplicada a prova objetiva 1 – conhecimentos gerais, com duração de 4h30, e às 15h será a prova objetiva 2 – conhecimentos específicos, com duração de 4 horas. A prova dissertativa será no dia 21 de outubro.

Para auditor-fiscal, as provas serão realizadas nos dias 22 e 23 de setembro. No dia 22 será a prova objetiva 1 – conhecimentos gerais, às 13h, com duração de 5 horas. No dia 23 será a prova objetiva 2 – conhecimentos específicos I, às 9h, com duração de 3 horas. No mesmo dia, será a prova objetiva 3 – conhecimentos específicos II, às 14h, com duração de 5 horas.

Os locais de aplicação das provas serão divulgados no site www.esaf.fazenda.gov.br, para consulta pelo próprio candidato, durante os 3 dias que antecederem a realização das provas. A prova dissertativa será no dia 21 de outubro.

As provas objetivas serão aplicadas nas 26 capitais dos estados e em Brasília.

De acordo com o edital, os aprovados no concurso atuarão nas unidades centrais da Receita Federal, em Brasília ou nas unidades descentralizadas. Os locais de atuação serão conhecidos após a aprovação no concurso. Após tomarem conhecimento da distribuição das vagas, os aprovados poderão manifestar, no prazo fixado pela organizadora do concurso, a Esaf, as opções para preenchimento, que observará, rigorosamente, a ordem de classificação na primeira etapa do concurso.

Os candidatos nomeados e empossados não terão sua lotação alterada por um período mínimo de 3 anos, salvo por concurso de remoção ou por interesse da administração.

Os concursos têm validade de 6 meses e podem ser prorrogados pelo mesmo período.

Analista-tributário  
A primeira etapa da seleção é composta por prova objetiva de conhecimentos gerais, prova objetiva de conhecimentos específicos e prova dissertativa. A segunda etapa engloba a sindicância da vida pregressa.

A prova de conhecimentos gerais cobrará as disciplinas de língua portuguesa, espanhol ou inglês, raciocínio lógico-quantitativa, direito constitucional e administrativo e administração geral. A prova de conhecimentos específicos geral terá questões de direito tributário, contabilidade geral e legislação tributária e aduaneira. Já a prova de conhecimentos específicos na área de informática terá perguntas de direito tributário, contabilidade geral e informática.

Farão a prova dissertativa 2.250 candidatos aprovados nas provas objetivas – 2.100 da área geral e 150 da área de informática.

Auditor-fiscal  
A primeira etapa é composta por prova objetiva de conhecimentos gerais, prova objetiva de conhecimentos específicos I, prova objetiva de conhecimentos específicos II e prova dissertativa. A segunda etapa é composta de sindicância da vida pregressa.

A prova de conhecimentos gerais terá questões das disciplinas de língua portuguesa, espanhol ou inglês, raciocínio lógico-quantitativo, direito civil, penal e comercial e administração geral e pública. A prova de conhecimentos específicos I cobrará as disciplinas de direito constitucional, direito administrativo, direito tributário e auditoria. A prova de conhecimentos específicos II terá perguntas de contabilidade geral e avançada, legislação tributária, comércio internacional e legislação aduaneira.

Farão a prova dissertativa 600 candidatos aprovados nas provas objetivas.

Últimos concursos   
Os últimos concursos para analista e auditor foram realizados em 2009 e organizados também pela Escola de Administração Fazendária (Esaf) – 77,9 mil disputaram 450 vagas de auditor e 81,3 mil se inscreveram para 700 vagas de analista.

Especialistas são unânimes em dizer que, devido ao conteúdo extenso de disciplinas e exigência de conhecimento aprofundado das matérias, a preparação para o concurso é de médio a longo prazo (mínimo de seis meses). Quem decidir se preparar agora deve avaliar os seus conhecimentos, a sua formação e o tempo disponível para estudo e estar ciente de que terá de competir com candidatos que vêm se preparando há anos.

A Receita Federal costuma chamar todos os aprovados no concurso. No concurso de 2009, foram chamados 225 aprovados a mais do que o número de vagas para auditor. No caso dos analistas, foram 25 aprovados a mais.

CLIQUE AQUI, CONFIRA NOSSOS CURSOS E PREPARE-SE COM O CERS PARA ESTE CONCURSO!

 

 

Tags relacionadas:

COMENTÁRIOS