4 concursos mais desejados no Brasil - Portal de notícias CERS

4 concursos mais desejados no Brasil

Por:
Atualizado em 04/07/2017 - 16:03

Com edital lançado, o certame do Ministério Público do Trabalho prevê o provimento de 1 vaga para o cargo de  1 vaga, mais cadastro de reserva. A oportunidade imediata é para atuar na Procuradoria Regional do Trabalho da 3ª Região, em Minas Gerais. A remuneração inicial é de R$ 28.947,55. Há reserva de 20% das vagas para pessoas negras e outros 20% para pessoas com deficiência, que incidirão sobre outras oportunidades que surgirem. O concurso tem validade de dois anos.

As inscrições seguem abertas até o dia 13 de junho, pelo site do próprio MPT. O valor da inscrição é R$ 250. De acordo com a proposta orçamentária, a expectativa é que 7.859 candidatos se inscrevam na seleção.

O cargo de procurador do Ministério Público do Trabalho exige nível superior em Direito, além de três anos de experiência profissional na área jurídica após a conclusão do curso de graduação.

O cargo tem missão de promover as ações que lhe sejam atribuídas pela Constituição Federal e pelas leis trabalhistas; propor as ações necessárias à defesa dos direitos e interesses dos menores, incapazes e índios, decorrentes das relações de trabalho; entre outras atribuições.

“A cada dia é uma situação diferente”, comenta Renato Saraiva quando fala sobre a carreira e seus desafios diários. Uma vez nomeado Procurador, o profissional será designado por uma Procuradoria Geral do Trabalho a atuar no interior ou capital. Atuar como órgão agente nas investigações dos inquéritos civis, ouvir testemunha, parte, formar inquérito, propor ações civis públicas são algumas das atividades de responsabilidade de um Procurador do Trabalho.

Assista ao vídeo do professor Renato Saraiva para mais detalhes da carreira de Procurador do Trabalho

O concurso será composto por cinco etapas: prova objetiva, prova discursiva, prova prática, prova oral e avaliação de títulos.

A instituição publicou retificação no edital que altera apenas a data da primeira fase. Agora, a prova objetiva será aplicada no dia 30 de julho de 2017, com 100 questões objetivas, durante quatro horas de prova. A prova discursiva e prova prática estão marcadas para os dias 17 e 24 de setembro de 2017. As provas serão aplicadas nas cidades que sediam procuradorias regionais do trabalho. No entanto, a prova oral está prevista para fevereiro de 2018, com realização apenas no Distrito Federal.

Clique aqui e confira o programa de conteúdo do concurso atualizado

Preparação para a prova 

Uma preparação eficaz, sobretudo para um importante prova como a do concurso do MPT, exige uma atenção específica. Antes de replanejar o seu cronograma de estudos de acordo com o edital publicado, uma dica é avaliar o seu nível de conhecimento. Você pode fazer isso por meio do nosso simulado para carreira jurídica gratuito, com questões reais de concursos e relatório com estatísticas do seu desempenho em cada matéria.

Depois de identificar o seu desempenho, escolha a estratégia de estudo que mais atende as suas necessidades. Pode ser um curso online completo, ou apenas as isoladas específicas daquelas disciplinas que você precisa reforçar o estudo (dica: é só digitar "ministério público do trabalho" no campo de busca de cursos que você encontra as isoladas de todas as matérias do concurso do MPT).

Ainda tem dúvidas de como se preparar? Continue acompanhando as notícias e redes sociais do CERS para conferir vídeos e dicas dos nossos professores especialistas, como o programa Raio-X da carreira de procurador do MPT, com participação de Renato Saraiva, Flávio Gondim, Henrique Correia e Élisson Miessa.

Outro importante edital bastante atraente para os concurseiros, foi o do primeiro concurso nacional unificado do Tribunal Superior do Trabalho para magistratura do trabalho. O certame prevê o provimento de 132 vagas abertas para Juiz do Trabalho Substituto, que será organizado pela banca examinadora Fundação Carlos Chagas (FCC). Dentre as vagas, 26 são reservadas a candidatos negros e sete a candidatos com deficiência.

Clique aqui e saiba como passar em concursos organizados pela FCC

Para concorrer, o candidato precisa possuir bacharelado em Direito, experiência mínima de três anos de atividade jurídica e outras exigências constantes no edital. Os aprovados receberão remuneração inicial de R$ 27.500,17. As inscrições têm início a partir das 10 horas do dia 04 de julho até as 14 horas do dia 2 de agosto, pelo site da examinadora. A taxa de participação é de R$ 275,00.

O professor Rodrigo Bezerra comentou todos os detalhes do primeiro concurso unificado do TST e do TCE PE. Confira:

A seletiva será composta por cinco etapas:  prova objetiva seletiva, de caráter eliminatório e classificatório, prevista para 8 de outubro nas cidades do Rio de Janeiro-RJ, São Paulo-SP, Belo Horizonte-MG, Porto Alegre-RS, Salvador-BA, Recife-PE, Fortaleza-CE, Belém-PA, Curitiba-PR, Brasília-DF, Manaus-AM, Florianópolis-SC, João Pessoa-PB, Porto Velho-RO, Campinas-SP, São Luis-MA, Vitória-ES, Goiânia-GO, Maceió-AL, Aracaju-SE, Natal-RN, Teresina-PI, Cuiabá-MT e Campo Grande-MS. O resultado dessa etapa sai em 17 de novembro.

Na segunda etapa, os candidatos realizarão duas provas escritas, de caráter eliminatório e classificatório, sendo uma prova escrita discursiva e a outra prova prática de elaboração de uma sentença trabalhista, previstas para os dias 2 e 3 de dezembro. O resultado dessa etapa e convocação para a posterior sai em 29 de maio de 2018.

Já a terceira fase é composta de inscrição definitiva, exame de sanidade física e mental, sindicância da vida pregressa e investigação social e será realizada em data definida posteriormente. A quarta etapa é uma prova oral, também aplicada em data a ser definida. A quinta etapa é a avaliação de títulos, também sem data definida até então.

Os contemplados ainda terão que participar de curso de formação inicial, que acontece em Brasília-DF. A validade do concurso será de dois anos contados a partir do seu resultado final, prazo que pode ser prorrogado uma vez pelo mesmo período.

Preparação

CURSO INTENSIVO PARA O 1º CONCURSO NACIONAL UNIFICADO PARA A MAGISTRATURA TRABALHISTA – TEORIA E QUESTÕES PARA A 1ª E 2ª FASES

Plantão de concursos: juiz do trabalho 

Outro importante concurso é o do Tribunal de Contas do estado de Pernambuco, com oportunidades para os cargos de auditor e analista do Controle Externo e analista de Gestão, com diversas especialidades. Confira:

Auditor de Controle Externo – Área: Auditoria de Contas Públicas (13 vagas)
Vencimentos: R$ 18.477,13
Jornada De Trabalho: 30 horas semanais

Auditor de Controle Externo – Área: Auditoria de Obras Públicas (1 vaga)
Vencimentos: R$ 18.477,13
Jornada de Trabalho: 30 horas semanais

Analista de Controle Externo – Área: Auditoria de Contas Públicas (8 vagas)
Vencimentos: R$ 15.841,17
Jornada de Trabalho: 30 horas semanais

Analista de Gestão – Área: Administração (13 vagas)
Vencimentos: R$ 11.606,55
Jornada de Trabalho: 30 horas semanais

Analista de Gestão – Área: Julgamento (1 vaga)
Vencimentos: R$ 11.606,55
Jornada de Trabalho: 30 horas semanais

O concurso será organizado pelo Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe), com as seguintes etapas de seleção:

a) provas objetivas, de caráter eliminatório e classificatório, para todos os cargos;

b) prova discursiva, de caráter eliminatório e classificatório, somente para os cargos pertencentes ao Grupo Ocupacional de Controle Externo.

As provas objetivas, a prova discursiva e a perícia médica dos candidatos que se declararam com deficiência serão realizadas em Recife/PE. Havendo indisponibilidade de locais suficientes ou adequados na localidade de realização das provas, estas poderão ser realizadas em outras localidades.

Os candidatos podem se inscrever no site da banca entre 10 horas do dia 11 de julho de 2017 e 18 horas do dia 31 de julho de 2017, observado o horário oficial de Brasília/DF.

As taxas se variam segundo os cargos:

Auditor de Controle Externo – todas as áreas: R$ 200,00.

Analista de Controle Externo – Área: Auditoria de Contas Públicas: R$ 190,00.

Analista de Gestão – todas as áreas: R$ 150,00.

O professor Rodrigo Bezerra comentou todos os detalhes do primeiro concurso unificado do TST e do TCE PE. Confira:

Preparação:

TRIBUNAL DE CONTAS DE PERNAMBUCO 2017 – CURSO INTENSIVO PARA O CARGO DE ANALISTA DE GESTÃO – AUDITORIA DE CONTAS PÚBLICAS (TCE/PE)

TRIBUNAL DE CONTAS DE PERNAMBUCO 2017 – CURSO PARA O CARGO DE ANALISTA DE GESTÃO – ÁREA JULGAMENTO (TCE/PE)

TRIBUNAL DE CONTAS DE PERNAMBUCO 2017 – CURSO PARA O CARGO DE ANALISTA DE GESTÃO – ÁREA ADMINISTRATIVA (TCE/PE)

TRIBUNAL DE CONTAS DE PERNAMBUCO 2017 – CURSO PARA O CARGO DE AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO – AUDITORIA DE CONTAS PÚBLICAS (TCE/PE)

Com inscrições abertas, o certame da Defensoria Pública da União (DPU), organizado pelo Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe), antigo Cespe/UnB, oferece 25 vagas imediatas e formação de cadastro de reserva para o cargo de defensor público federal, com remuneração de R$ 22.197,67. 

Clique e acesse o edital do concurso da DPU

As inscrições podem ser realizadas no site da banca organizadora, entre o dia 30 de junho e 25 de julho (horário oficial de Brasília/DF). 

Confira os comentários sobre o edital do concurso do Defensor Público e professor do CERS, Marcelo Uzeda:

Sobre as exigências para o cargo de Defensor

Os requisitos para concorrer às oportunidades são possuir formação de nível superior em Direito, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC) há pelo menos três anos completos, e registro na OAB.

Sobre as fases do concurso:

Os candidatos serão submetidos às seguintes fases de seleção:

a) primeira fase: prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório;

b) segunda fase: provas dissertativas escritas, de caráter eliminatório e classificatório;

c) terceira fase: provas orais, de caráter eliminatório e classificatório;

d) quarta fase: avaliação de títulos, de caráter classificatório;

e) quinta fase: sindicância de vida pregressa e apuração dos demais requisitos pessoais, de caráter eliminatório.

A primeira fase (prova objetiva) e a segunda fase (provas dissertativas escritas) serão realizadas nas capitais dos 26 estados da Federação e na capital federal. Já a terceira fase (provas orais), a perícia médica dos candidatos que se declararem com deficiência, o procedimento administrativo de verificação da condição declarada para concorrer às vagas reservadas aos candidatos negros e a entrega da documentação para confirmação da veracidade das informações dos candidatos indígenas serão realizados apenas em Brasília/DF. A quarta (avaliação de títulos) e a quinta fase (sindicância de vida pregressa e apuração dos demais requisitos pessoais) serão realizadas na capital federal e nas capitais de todos os Estados onde houver aprovados, havendo indisponibilidade de locais suficientes ou adequados nas localidades de realização das provas, essas poderão ser realizadas em outras localidades.

Preparação:

Tags relacionadas:

COMENTÁRIOS